Blog do ligeiro

Vereador quer ex-diretora da Unir Saúde no comando do Hospital de Ribamar

Com a saída da Unir Saúde do município de São José de Ribamar, quem perdeu o emprego de diretora foi a esposa do líder do governo, vereador Professor Cristiano. Andreya de Jesus era diretora no quadro de funcionários da Unir Saúde, empresa que administrava o Hospital Municipal de São José de Ribamar, e que teve seu contrato rompido após escândalo nacional.

Assim que soube do descredenciamento da empresa e do destrato com a prefeitura de São José de Ribamar, o vereador Cristiano teria ido bater na porta do prefeito Eudes Sampaio (PTB), e exigir que o gestor determine à nova empresa, o IADVH – Instituto de Apoio ao Desenvolvimento da Vida Humana, a imediata admissão de sua esposa como Diretora, com salário que pode chegar a R$ 18 mil reais.

Cristiano alega ao prefeito, que desde o início sempre se posicionou contra a CPI da Saúde, além da fidelidade de sua esposa ao político, agindo como olheira e porta-voz de Eudes no Hospital.

Andreya informou ao prefeito, por exemplo, de uma homenagem preparada por servidores da Saúde para o ex-secretário Tiago Fernandes. Ao saber das manifestações que estavam sendo preparadas, o prefeito foi taxativo, “quem participar será exonerado”. Confidenciaram, decepcionados, vários funcionários.O episódio, junto com as demissões de funcionários de terceiro escalão do início do mês, em plena crise causada pelo Covid-19 teriam sido fundamentais para a crise instalada entre o grupo de Eudes Sampaio e Luís Fernando.Caso o prefeito consiga impor à nova empresa a contratação da ex-diretora da Unir Saúde, tudo indicará que a mudança de empresa foi apenas uma jogada, mas tudo continuará como antes.

Deixe uma resposta