Blog do ligeiro

Todo pênalti para o Vasco é roubado

Virou algo comum. Todo dia de jogo em que um pênalti é marcado para o Vasco, começa a chover nas redes sociais mensagens de flamenguistas, corintianos, palmeirenses, atleticanos, cruzeirenses, gremistas e colorados fazendo piada. A cretinice é tão grande que, muitas vezes, no mesmo dia, esses e muitos outros times grandes são beneficiados em duelos contra pequenos nos estaduais.


Jorge Rodrigues/Gazeta Press

Jorge Rodrigues/Gazeta Press
Nenê marcou nesta quarta-feira, na vitória sobre o Volta Redonda por 2 a 0


O último exemplo veio dessa quarta-feira, quando o próximo adversário do Gigante da Colina venceu em jogo de dois pênaltis a favor e goleiro expulso, mas todo mundo voltou holofotes para o lance do primeiro gol em São Januário, que realmente veio em lance irregular. 


A bola bateu na barriga do zagueiro Maílson dentro da área, mas a arbitragem marcou falta, beneficiando o Vasco. A partir daí, todos os pênaltis anteriores viraram irregulares, mesmo que as imagens deixem absolutamente claro que havia um acerto dos apitadores.


Na primeira rodada, contra o Madureira, o Gigante da Colina vencia por 2 a 1, quando Jorge Felipe atropelou Mádson na área, derrubando o lateral-direito em um carrinho. No jogo seguinte, o placar estava em branco, quando Fabio Bráz (aquele) fez carga nas costas do camisa 2 cruz-maltino o derrubando.


É possível contestar se o mesmo lance seria marcado com para um pequeno contra um grande, ou em um clássico. Isso ninguém é bobo de negar. Difícil é contestar que foram faltas, ou que a interpretação do juiz (é disso que se trata, certo?) não foi absurda. Aí é forçar a barra para criar uma situação, para falar de bastidores, que são bem sujos, é verdade.


Só lembro que Eurico Miranda não nasceu em 2014. Ele já mandava e desmandava na federação de Rubens Lopes há muito tempo, inclusive quando Williams meteu a mão na bola dentro da área em 2010, quando Péricles Bassols não deu dois pênaltis no Brasileiro de 2011, quando Márcio Araújo marcou aquele gol vergonhoso. Em suma, “quando roubado é mais gostoso”.


Se o Vasco ganha agora por “armação”, perdeu por muito tempo da mesma forma. Não deveríamos ter discutido isso também?

Deixe uma resposta