Blog do ligeiro

Reitora Nair Portela e NEVE celebram a páscoa com a comunidade da Vila Embratel

A reitora Nair Portela se confraternizou hoje com coordenadores e parceiros do Núcleo de Extensão da Vila Embratel (Neve), na sede da instituição, em um café da manhã marcado por reflexão, orações e celebração pelos serviços oferecidos pelo Núcleo à comunidade.
O Neve, ligado a Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Empreendedorismo (Proexce), tem por missão viabilizar a execução de projetos capazes de garantir maiores níveis de produtividade das atividades acadêmicas, aproximando a universidade da comunidade. De acordo com o ex-reitor da UFMA e ex-coordenador do Neve, Fernando Ramos, esse projeto surgiu a partir de demandas da comunidade.
“Há dezessete anos, com apoio do Unicef, a universidade iniciou trabalhos com adolescentes na comunidade. Em 2003, quando me tornei reitor, busquei parcerias que possibilitassem o fortalecimento desse trabalho, que culminou na construção do núcleo e de um posto de saúde que até hoje, com novas parcerias, oferecem importantes serviços à população local”, relembrou Fernando Ramos.
Ainda de acordo com Fernando, a presença da reitora Nair Portela na confraternização, reforça o compromisso da universidade com o Núcleo. “Conheço bem a trajetória da reitora Nair, que sempre apoiou causas como enfermeira e professora. Não seria diferente agora, nesse compromisso social que a universidade precisa ter”, afirmou.
Iniciado com projetos ligados a pediatria, às doenças sexualmente transmissíveis (DST’s) e a gravidez na adolescência, hoje o Neve funciona com atividades nas áreas da educação, turismo, informática, saúde e gastronomia. Segundo a coordenadora Fátima Lobão, o núcleo chega atender dez mil pessoas por ano. “O Neve hoje também oferece aos jovens cursos profissionalizantes, por meio de parceiros como o Senai, dando oportunidade a quem ainda não ingressou em um curso superior”, ressaltou.
Com o apoio de diversos parceiros, o Neve também desenvolve atividades no combate às drogas, a exemplo do trabalho realizado pelo Mestre Juvenal, da Associação de Capoeira Jejê Nagô, que afirma abraçar não só os jovens, mas também a família.
“Nosso carro-chefe é o trabalho com os jovens, mas para que eles se sintam bem. Por vezes, temos que cuidar da família para amenizar os seus problemas. Diante disso, acabamos por abraçar um público de todas as idades”, explicou Mestre Juvenal.
Para a reitora, a confraternização serviu para aproximar todos os envolvidos no Núcleo. “Esse momento de páscoa é muito proveitoso para refletirmos e pensarmos no que podemos fazer em nossa família e no nosso trabalho para melhorarmos este mundo marcado pela violência”, reiterou.
Ela também elogiou o trabalho desempenhado pelo Neve. “Além de servir como um espaço para a realização de nossas atividades acadêmicas é o nosso interlocutor com a Vila Embratel. Um espaço exemplar de partilha e solidariedade”, declarou.

Deixe uma resposta