Blog do ligeiro

Reitor dialoga com a comunidade acadêmica da UFMA e mostra conquistas

O reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado, acompanhado de pró-reitores, superintendentes e diretores da sua equipe, participou, na última segunda-feira, 6, de uma reunião extraordinária do Conselho do Centro de Ciências Sociais, formado por coordenadores dos cursos de graduação e pós graduação e chefes de Departamento. A iniciativa marca um novo formato de gestão, que pretende tornar a administração ainda mais integrada com a comunidade acadêmica.

A diretora do CCSo, Lindalva Maciel, convocou o Conselho do Centro para o diálogo com a administração superior.“Estamos juntos nessa caminhada em favor da universidade”, conclamou.  O reitor disse que dar transparência aos atos administrativos deve ser obrigação do gestor público e enalteceu o trabalho dos docentes. “Temos ciência que o grande comprometimento de todos no CCSo reflete na qualidade dos cursos de graduação e pós-graduação”.

Durante a reunião, foram apresentadas as mudanças na estrutura administrativa da UFMA e as principais realizações dos primeiros 45 dias de mandato. A equipe de gestão ouviu as demandas dos dirigentes dos cursos e encaminhou soluções. Caso do laboratório de informática do mestrado em Educação, reivindicado pela professora Lucinete Marques Lima. O superintende de Informação, Sistemas e Tecnologia, Anílton Maia, disse que nos próximos dias o laboratório ganhará nove máquinas novas em substituição aos sete computadores antigos que remontam ao ano de 2007.

O superintendente de Infraestrutura, Wener Santos, também anunciou uma obra há muito esperada pela comunidade do CCSo: a reforma do auditório principal do Centro, fechado há mais de dois anos por falta de manutenção e conservação. “O projeto para as adequações estruturais no prédio já está pronto. A determinação do reitor é que, em até 90 dias, o espaço possa ser entregue em plenas condições de uso”, assegurou.

Professores de todos os departamentos consideraram positiva a iniciativa do reitor de buscar a união da comunidade acadêmica em torno de um projeto para o desenvolvimento da UFMA

A pró-reitora de Extensão e Cultura, Zefinha Bentivi, descreveu o encontro como uma forma de gestão compartilhada voltada para o desenvolvimento integral da instituição. “Mostrar novos projetos, relatar os primeiros momentos, ouvir a todos, trocar experiências, isto é, de fato, uma gestão participativa e democrática”.  O pró-reitor de Planejamento, Gestão e Transparência, Walber Pontes, ressaltou que esse tipo de evento é importante para dar transparência às mudanças. “É um processo de aprendizagem coletivo, as mudanças ocorrem e geram impactos e nessas reuniões a gente consegue dar maior volume à informação para que os docentes possam compreender melhor esse processo”.

A iniciativa do reitor de buscar a união da comunidade acadêmica em torno de um projeto para o desenvolvimento da UFMA foi bem recebida por professores de todos os departamentos. “Desde que entrei nessa universidade, não vi a administração superior vir conversar com os sujeitos da universidade, os docentes, dirigentes acadêmicos, técnicos. Planejar ouvindo, isso é fundamental para a universidade que faz diferente e busca a excelência”, disse a professora Aurora Miranda, do Departamento de Serviço Social.

A proposta de debater os rumos da UFMA com todos os segmentos da comunidade universitária será estendida para os demais centros de ensino da Universidade em São Luís e nos demais câmpus do interior.

 

Deixe uma resposta