Blog do ligeiro

Prefeitura reforça fiscalização de ônibus do sistema de transporte de São Luís

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), reforçou as operações de fiscalização nos pontos finais dos ônibus em São Luís. As atividades iniciaram pela Zona Rural e tem como intuito garantir a prestação de serviço eficiente e de qualidade para a população que usa o serviço na capital.

“A Prefeitura tem trabalhado para garantir um transporte urbano com eficiência e que atenda as demandas dos usuários em São Luís. É nesse sentido que a SMTT tem ido até os locais para verificar as condições estruturais e de trabalho, bem como avaliar a situação dos coletivos, para que possamos propor e executar melhorias junto ao consórcio e as empresas”, disse o secretário municipal de Trânsito e Transportes, Cláudio Ribeiro.

Os agentes estiveram no ponto final do bairro Coqueiro, onde todos os ônibus do Consórcio Central que fazem a linha para o bairro foram vistoriados. A operação vai continuar pelas próximas semanas, conforme programação do órgão. Já estão agendadas vistorias no Quebra Pote, Amendoeira, Estiva, Vila Sarney, Morada do Sol, Itapera, Rio Grande, Mato Grosso, Cajupari e Tajaçuaba.

Durante as ações, os agentes da SMTT aferem o funcionamento correto do elevador para pessoas com deficiência, campainha, banco, limpeza, balaústre, além das condições do ano de fabricação e equipamentos de segurança, como lanterna, assento, sinaleira, extintor e pneus.

“As ações de fiscalização ocorrem em dois turnos. A operação será estendida para todos os pontos finais da capital. Onde houver linhas do sistema de transporte do município, lá fazemos fiscalizações”, afirmou Marciano Eduardo, coordenador dos Terminais de Integração de São Luís, e que está liderando as fiscalizações.

Durante as fiscalizações, caso o veículo não esteja dentro das normas de segurança, a empresa é notificada e o ônibus pode ser recolhido para a garagem em casos mais graves. “A primeira medida é a notificação pelas contrariedades às normas; em um segundo momento é a retenção e culminando até com a apreensão do veículo. Para que a população não fique desabastecida em caso de irregularidades, primeiro, a empresa tem que providenciar a substituição do equipamento. Caso isso não ocorra, ela será notificada já que o Município tem um monitoramento geral via satélite e sabe se aquela linha está com carros e dentro do padrão exigido pela lei”, explica Marciano.

Capacitação

Em paralelo à ação de fiscalização, os profissionais que operam no transporte urbano de São Luís estão sendo capacitados para qualificação dos trabalhos. Desde junho, mais de 300 motoristas e cobradores já receberam orientações de especialistas em trânsito e transportes para melhor servir os passageiros.

Deixe uma resposta