Blog do ligeiro

Prefeitura de São Luís segue com vacinação contra Covid-19 para população em situação de rua

A Prefeitura de São Luís, por meio das secretarias municipais da Criança e Assistência Social (Semcas) e de Saúde (Semus), está dando continuidade, nesta semana, à vacinação contra a Covid-19 na população em situação de rua, com a aplicação da primeira e segunda doses do imunizante. A vacinação deste grupo prioritário é uma ação da política de assistência social e de saúde preventiva da gestão do prefeito Eduardo Braide.

Nesta terça-feira (10), a ação foi realizada no Centro Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) no bairro Cohab Anil. Na ocasião, a população foi vacinada com doses da vacina AstraZeneca. Ao todo, foram imunizados 20 usuários do serviço com a primeira dose e cinco pessoas com a segunda.

As doses foram aplicadas por uma equipe da Semus e contou com o apoio de agentes da Guarda Municipal de São Luís (GMSL). De acordo com a titular da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semcas), Rosângela Bertoldo, para abranger a maior parte da população em situação de rua, as doses estão sendo aplicadas nas unidades de atendimento e em pontos estratégicos onde há concentração desta população.

“É uma determinação do prefeito Eduardo Braide que toda a população de São Luís esteja vacinada, não seria diferente com as pessoas que precisam da política de assistência social, em especial as que estão em situação de rua, então nós priorizamos a aplicação da tanto nas unidades de atendimento desse público, como também vamos aos pontos da cidade onde eles ficam localizados, para garantirmos o acesso à vacina. Agora nós concluímos a ação com a segunda dose. E agora nós estamos concluindo esse ciclo ofertando a segunda dose”, disse a secretária.

Desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 em São Luís, a Semcas tem realizado estratégias para abranger essas pessoas em situação de vulnerabilidade e que vivem nas ruas da capital, promovendo a proteção social desta parcela da população.

A assistente social e coordenadora do Centro Pop Cohab Anil, Guaraci Ribeiro Moreira, reforça a importância da realização de ações de imunização da população de rua, devido a falta de iniciativa desta parte da população em procurar os postos comuns de atendimento espalhados pela capital maranhense.

“É uma parceria muito importante entre a Semcas e a Semus, principalmente para esta população de rua, que sozinha não tem iniciativa de tomar a vacina. Então, ter a vacina sendo ofertada na unidade é um avanço e faz com que muitas pessoas, que geralmente procuram esta unidade, possam ser imunizadas”, disse.

Outras ações

As primeiras ações de imunização para a população foram realizadas nos dias 20 e 21 de maio. Ao todo, 128 pessoas receberam doses de vacinas no Centro Pop Cohab Anil e Centro Pop Centro. Nessa segunda-feira (9), a Semcas também realizou uma outra ação de imunização no Centro Pop do Centro. Ao todo, 14 usuários foram vacinados com a primeira dose e outras 24 pessoas com a segunda dose.

As equipes de imunização também realizaram, em 24 de junho, outra campanha de imunização contra o novo coronavírus nas imediações da Fonte das Pedras, Praça Deodoro e do bairro João Paulo, que vacinou 54 pessoas em situação de vulnerabilidade social e que vivem naquela região.

Por se tratar de uma população que, geralmente, não frequenta os Centros Pop todos dias, os cartões de vacinação contra a Covid-19 destas pessoas são guardados nas unidades, por segurança. Durante as ações, a equipe multidisciplinar de profissionais também reforça a esta população a importância da imunização da segunda dose, naqueles que resistem a tomar o imunizante devido às reações ocasionadas pela vacina.

“Eles tomaram a primeira vacina e muitos têm resistido em tomar a segunda dose, por conta das reações deixadas pela primeira, mas a gente tem tentado esclarecer que é importante se vacinar já que a pessoa só está imune com esta dose. Então, para a população de rua é um ganho muito grande, porque a Covid-19 tem levado muitas pessoas, e com a vacinação eles estarão protegidos”, reforçou.

Vacinados

Aos 43 anos e vivendo em situação de rua há cinco, Flávio Madson foi uma das pessoas vacinadas com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 no Centro Pop Cohab Anil. Mesmo apresentando reações com a primeira dose, ele não teve medo e voltou ao local para receber a dose complementar de imunização.

“Nós estamos na batalha todos os dias, expostos e eu achei muito bacana mesmo poder ter acesso à essa vacina. Tive um pouco de reação na primeira vez que tomei a vacina, mas mesmo assim vim aqui me vacinar”, disse.

A moradora de rua Janaína Lima e Silva, de 42 anos, também comemorou o recebimento da segunda dose da vacina contra a Covid-19. Morando há um ano e meio nas ruas, ela afirma que o reforço do imunizante proporciona uma sensação de segurança.

“É muito bom, a gente fica muito a mercê, muito exposto na rua e a gente se sente protegido. Pra mim, tem sido ótimo me vacinar e as pessoas são super educadas, gentis e nos explicam tudo”, concluiu.

Centros Pop

Os Centros Especializados para População em Situação de Rua (Centros Pop) oferecem atendimentos e atividades direcionadas para o desenvolvimento social de pessoas que utilizam as ruas como espaço de moradia ou sobrevivência.

Os locais oferecem acolhida e escuta, estudo social, visita domiciliar à referência familiar, orientação e suporte para acesso à documentação pessoal, espaço para realização de higiene pessoal e guarda de pertences.

A população pode ter acesso de forma espontânea aos serviços, por meio de encaminhamentos do Serviço Especializado em Abordagem Social ou de outros serviços socioassistenciais e de demais políticas públicas. Os atendimentos funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, nas unidades Centro Pop Centro e da Cohab Anil.

O Centro Pop Centro fica localizado na Rua da Saavedra, nº 147, Centro, próximo à antiga Pousada do Francês. Já a unidade Cohab Anil, fica na Estrada de Ribamar, Km-2, casa 1, Conjunto Itapoã, bairro Aurora, ao lado do Seminário da Igreja Cristã Evangélica e da Avenida do Pingão.

Deixe uma resposta