Blog do ligeiro

Prefeita de Buriti Bravo suspende realização de Concurso Público e prejudica mais de 3.500 inscritos

A nova prefeita do município de Buriti Bravo, Luciana Leocádio (PCdoB), assinou decreto, no último dia 05, suspendendo o concurso público para cargos na Prefeitura Municipal, que está em andamento desde novembro do ano passado. A decisão da gestora contraria ação na Justiça e recomendações do Ministério Público.

De acordo com denúncias de inscritos no Concurso, a suspensão do certame, seria para que a prefeita realizasse contratações diretas de cargos comissionados, garantindo assim, empregos a aliados políticos.

Pelo menos 3.500 inscritos estão sendo prejudicados pela ação da prefeita Luciana Leocádio.

Em nota, o Instituto Legatus, responsável pelo concurso, comunicou que o certame foi suspenso por decisão da prefeita, que alega suposta irregularidades. No documento, a empresa informa que não foi notificada pela Prefeitura de qualquer irregularidade, e que mantém total transparência, inclusive informando a Promotoria de Justiça para que acompanhe de perto.

Ainda de acordo com o Instituto, pega de surpresa com a notícia de suspensão do concurso público, e que aguarda contato da Prefeitura, caso o certame seja cancelado definitivo pela prefeita, divulgará instruções para o ressarcimento dos valores pagos na taxa de inscrição, que ultrapassa a marca  de 3.500 participantes prejudicados por decisão política da nova gestora.

Parece piada, mas logo após a suspensão do concurso para preenchimento das vagas de empregos na Prefeitura, a prefeita lançou um concurso intitulado As Sufragistas, com direito a chá, marcado para acontecer no dia 24 de fevereiro e que ninguém no município sabe, qual a finalidade, regras do tal concurso feminino e premiações.

Tentamos contato com a prefeitura, mas não obtivemos retorno.

Confira aqui, o decreto assinado pela prefeita, que suspende o concurso.

Veja aqui a nota do Instituto Legatus, sobre a estranha suspensão do concurso.

Deixe uma resposta