Blog do ligeiro

“O momento não é de discutirmos ideologias, de debatermos eleição; O momento é de vencermos o vírus”, afirma Eduardo Braide

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), foi o entrevistado desta última quarta-feira (26) do programa Ponto Continuando, da Rádio Educadora AM 560, apresentado pelos jornalistas Clodoaldo Corrêa, Glaucio Ericeira e Rogério Silva.

Durante mais de uma hora, Braide tratou de vários temas, sempre ressaltando a união que deve prevalecer como forma de vencer a pandemia do novo coronavírus.

O gestor descartou qualquer possibilidade de candidatar-se a um cargo majoritário no pleito do ano que vem. Disse que, no momento certo e oportuno, tratará sobre a eleição, anunciando seus candidatos, inclusive para os cargos de governador e senador.

Braide disse que sua gestão continua aberta para formalizar novas parcerias institucionais com o Governo do Estado, sempre visando beneficiar os ludovicenses.

O prefeito também abordou temas como os indianos que estão hospedados em um hotel da capital; processo de aceleração da imunização; retorno das aulas na rede municipal de ensino; Plano Diretor; saída da vice-prefeita Esmênia Miranda da Semed; e acirramento da polarização de ideologias e do debate político que, em nada, segundo ele, contribui neste momento no qual a prioridade deve ser derrotar o vírus da Covid.

Abaixo, o editor do Blog publica a entrevista, na qual também esteve presente o secretário municipal adjunto de Comunicação, Igor Almeida, dividida em tópicos, cada um contendo as impressões do prefeito acerca dos questionamentos feitos.

Avaliação dos primeiros seis meses – “Esse período para qualquer gestor não tem sido fácil por conta da pandemia. Vivemos uma onda muito forte no ano passado, quando foi descoberto o coronavírus, mas agora nós tivemos a situação das variantes, das novas cepas que apareceram e quando a gente pensa que vai retomar o normal acabam acontecendo situações novas. Em costumo dizer que essa pandemia é muito dinâmica. O que você planeja para uma semana, pode ser aquilo que não vai atender a semana seguinte. Então, sem sombra de dúvidas, tudo acaba girando em torno do enfrentamento da pandemia e no dia 18 de janeiro, duas semanas após eu tomar posse, já começamos a campanha de vacinação em São Luís, campanha esta que, hoje, a gente deve chegar a marca de 350 mil doses aplicadas na cidade. São Luís, por muito tempo, foi a segunda capital do Brasil que mais aplicou vacina, então isso demonstra o esforço da nossa equipe, o trabalho que a gente tem feito. Agora, claro, muitas ações nós conseguimos fazer, graças a Deus, também. Tivemos o lançamento do programa Alvara Zero, que beneficiou mais de 17 mil empresas, que foram isentas da taxa do alvará; tivemos o auxílio emergencial da cultura no Carnaval; tivemos o programa Prefeitura no Bairro, que começou no polo Coroadinho e nós já estamos na Cidade Operária. Enfim, uma série de ações que estamos desenvolvendo mesmo enfrentando a pandemia. Enfrentamos a pandemia de um lado e não deixamos de fazer as obras que a cidade precisa”.

Indianos em São Luís – “Em relação aos indianos, o município de São Luís recebeu a informação, por meio da nossa Vigilância Sanitária, de que haviam 38 indianos hospedados em um hotel da capital e que estes indianos ainda não tinham embarcado no navio no qual vieram fazer o seu trabalho. Em função disso, a Secretaria Municipal de Saúde oficiou o Governo do Estado que, ao ser comunicado, mandou uma equipe da sua Vigilância Sanitária e fez a testagem nos indianos e em toda equipe do hotel. Eles foram testados e nós estamos aguardando o resultado. Eles continuam no hotel isolados e estamos aguardando o retorno do Governo para sabermos qual foi o resultado. Sobre a reunião entre os secretários Joel Nunes e Carlos Lula, realizada nesta quarta-feira, foi tratada a possibilidade de abertura de novos leitos [por parte do Governo e da Prefeitura] exclusivos para pacientes com Covid. Lembrando que o Município já colocou a disposição da população de São Luís 120 leitos exclusivos para pacientes com Covid. Outro ponto tratado na reunião foi a questão da testagem. O ministro da Saúde esteve em São Luís no último domingo e entregou 600 mil testes e já começamos a fazer a testagem em massa da população. Rever a flexibilização, ou não, das medidas restritivas é uma situação que temos que analisar sempre. O mais eficaz para combater a pandemia, comprovadamente falando, é o distanciamento social, uso de máscara e vacinação. O lote extra de vacina que chegou para ser distribuído na Grande Ilha é na quase sua totalidade da Astrazeneca, que já foi comprovada que é eficaz contra a variante indiana. Essa é uma ótima notícia. Então a vacinação que estamos realizando serve também para proteger as pessoas dessa nova cepa”.

Impacto financeiro – “Todos, primeiramente, têm que contribuir neste enfrentamento. As pessoas tem que usar máscaras, manter o distanciamento. E, ao lado de tudo isso, a vacinação. A vacina, essa é a minha mensagem de esperança, vai chegar para todos em São Luís. Fundamental essas 300 mil novas doses que conseguimos, através do pleito que fiz ao Ministério da Saúde. Por que iniciamos a vacinação em massa na capital e também estamos contribuindo com os municípios vizinhos. A arrecadação, de fato, tem sido menor devido a pandemia. É uma situação que temos que enfrentar. A decisão do Governo Federal de adiar o pagamento do Simples Nacional, que foi uma medida acertada diante do atual cenário, acaba também diminuindo a capacidade de arrecadação. Temos que compensar de duas formas: primeiro, cortando gastos e segundo trabalhar para aumentar a arrecadação de forma inteligente, sem aumentar imposto, sem prejudicar a população.

Retorno das aulas – “As aulas na rede municipal precisam voltar de forma segura, sempre defendi isso. Já estamos discutindo o cumprimento de todos os protocolos sanitários, tratando com os Conselhos e Ministério Público, para apresentarmos um planejamento de retorno as aulas. A primeira etapa, que considero mais importante, que foi a vacinação dos profissionais da educação, nós já conseguimos cumprir. Também precisamos dar condições as nossas escolas, em termos de infraestrutura, para que se possa voltar. Vou entregar, a partir desta semana, uma série de escolas que foram reformadas na nossa gestão e preparar a parte física. A parte pedagógica já está sendo discutida também para definirmos de que forma se dará este retorno e quando ocorrerá, provavelmente, neste primeiro momento, de maneira híbrida. Paralelo a isso, a variante indiana também atrapalhou nossa programação. Inclusive, já tínhamos uma data definida para o retorno, mas em função deste novo cenário estamos reformulando e trabalhando firmemente para retomar o ensino com brevidade”.

São João 2021 – “Tratei com o secretário de Cultura, num primeiro momento, a possibilidade de apresentações virtuais ou com restrição de público. Mas como disse no início, a pandemia é muito dinâmica e acaba mudando o cenário. Pedi ao secretário que discuta com os segmentos culturais para encontrarmos a melhor forma do Município apoiar as agremiações neste período de São João. Nos próximos dias iremos anunciar como iremos atuar”.

Infraestrutura e Mobilidade – “Lançamos recentemente o Rapidão São Luís, que otimizou, sobremaneira, o serviço de transporte público, dando agilidade e fazendo com que a pessoas tenha mais conforto sem gastar um centavo a mais. Iniciamos ação forte de recuperação de ruas e avenidas, com equipes que estão trabalhando de dia e de noite. Mas quero fazer mais e isso só vai acontecer quando a chuva parar por completo. No Santa Bárbara, além da obra de drenagem profunda, vamos colocar mais cinco quilômetros de asfalto. Estamos corrigindo erros de projeto na área do Anel Viário e colocaremos nova pavimentação. Por meio do programa Prefeitura no Bairro, levaremos para todas as regiões da capital novas ações de infraestrutura de mobilidade urbana.

Parceria entre Prefeitura e Governo – “Sempre disse que a Prefeitura de São Luís está de portas abertas para todas as parceiras em favor da população. Essa parceria do Governo e Município abrindo novos leitos, por exemplo, cada um na sua rede, fez com que a cidade conseguisse estar numa situação mais privilegiada em relação a outras capitais. Recentemente, foi assinado um termo de cooperação técnica entre Estado e Município para regularização fundiária. Todas as ações que nós pudermos fazer para melhorar a vida de quem mora em São Luís, a Prefeitura sempre vai estar de portas abertas para fazer a parceria. Nosso único inimigo é o vírus.”

Relação com a Câmara – “Quero agradecer todo o apoio que os vereadores e vereadoras estão nos dando, aprovando os projetos importantes. Demonstra o compromisso dos parlamentares não comigo, mas com o povo de São Luís. Recebo sugestões de vereadores, sendo que muitas delas já foram atendidas. A Câmara tem papel fundamental no desenvolvimento da cidade e tem todo o meu respeito, assim como seus integrantes”.

Posição para Eleições 2022 – “Nesse momento de enfrentamento da pandemia, todas as nossas energias, todas as nossas atenções devem estar voltadas para combater o vírus. A eleição está muito longe. Esse é um momento de união e quando você começa a misturar, no meio de uma pandemia, discussão política, você acaba atrapalhando as ações de enfrentamento da Covid. A todos de São Luís, tenham a certeza que toda minha atenção, toda minha energia está voltada, neste momento, para vencermos a pandemia. Minha intenção é permanecer como prefeito. Foi para isso que eu pedi voto da população de São Luís. Agora claro que vou participar do processo eleitoral no momento certo. E sim, descarto a possibilidade de disputar a eleição do ano que vem”.

Substituição de Esmênia – “Logo que começou o governo, logo que começamos a montar o secretariado, eu tive uma conversa com a nossa vice-prefeita, que é professora, e dei uma missão a ela que foi preparar o retorno das aulas. E ela cumpriu esta missão muito bem. Agora minha vice-prefeita tem que estar ao meu lado, tem que me acompanhar, tem que representar o Município de São Luís em diversas oportunidades. Esmênia tem nos ajudado muito. De forma que eu posso dizer que eu não poderia perder a minha vice do meu lado”.

Plano Diretor – “Já tive a oportunidade de conhecer a proposta do Plano Diretor que está na Câmara Municipal. E alguns pontos já defini posição. Temos que aumentar a área da zona rural. Já externei isso aos vereadores. Importante discutir também com a sociedade e Ministério Público pontos que podem e devem melhorar. Defendo o amplo debate e temos que trabalhar para aprovarmos a proposta. Em seguida, iremos debater o Uso e Ocupação do Solo Urbano, que é uma segunda discussão muito importante”

Politização – “Sou a favor do distanciamento social, do uso de máscara, sou a favor de continuarmos ouvindo a Ciência. Mas também sou a favor de nós entendermos que este não é o momento de discutir ideologias, de discutir política. É momento de entendermos o que que o Governo Federal pode fazer para melhorar o enfrentamento da pandemia, como aconteceu agora, mandando 600 mil testes para o Maranhão e 300 mil doses adicionais da vacina para Grande Ilha. O que que o Estado pode fazer neste momento…ajudar a distribuir mais rápido as doses e testar em massa a população. O que que o Município pode fazer, e está fazendo… acelerou a vacinação em massa e está ajudando na testagem. Acho que é isso que a gente tem que fazer agora. Essa discussão sobre quem é a favor de quem, vai ter as eleições ano que vem, todos poderão se manifestar, subir no palanque de quem quiser. Mas acho que isso acaba contaminando o enfrentamento da pandemia, trazer essa discussão política para cá. Certamente eu vou ter meus candidatos, vou dizer a população quem é que deve ser o melhor caminho a ser seguido, mas não é momento para isso. O momento é de todos desempenharem os seus papeis de combate ao vírus da melhor forma”.

 

Deixe uma resposta