Blog do ligeiro

Moto continua sem presidente e eleições são adiadas







Gabriel Mendes – O Imparcial

O Moto continua sem conselho diretor. Por falta de chapas inscritas , as eleições no Rubro-Negro foram adiadas para a próxima sexta-feira na expectativa de que haja alguém que se proponha a comandar o time no próximo biênio 2014/15. Já nas eleições para o conselho deliberativo, uma chapa se inscreveu e foi aclamada ontem pelos presentes no auditório de O Imparcial.

A ideia é que uma junta com alguns dirigentes e empresários consiga entrar em consenso e, liderada pelo ex-presidente Roberto Fernandes se candidate as eleições e comande o Moto. Porém isso dependerá de algumas iniciativas e decisões que deverão ser iniciadas ou concluídas no decorrer desta próxima semana

O conselho deliberativo continua sendo presidido por Cursino Raposo. Porém, desta vez Roberto Fernandes será o vice-presidente. Completam a chapa aclamada Saulo Aires, Heickel Aranha e Biné Borges nos cargos de 1º secretário, 2º secretário e Assessor Especial respectivamente

“Não deveria nem haver uma nova eleição. Nós estamos oferecendo a aoportunidade para que apareça alguém que tenha capacidade e coragem para assumir o Moto. Popr isso demos esse prazo de uma semana a mais. Isso é uma forma de proteção para que outras pessoas que não tem capacidade de comandar um clube assumam o Moto”, declarou Cursino Raposo.

Além disso, ontem foi anunciada uma nova categoria de sócio-torcedor do Moto. Este será o chamado torcedor Absoluto, que poderá participar de algumas decisões do clube.

Reapresentação do elenco

Apesar de ainda não ter definido seu presidente Enem o conselho diretor, as atividades do futebol profissional já serão iniciadas na próxima semana. O elenco motense se reapresentará na segunda-feira visando a estréia diante do Imperatriz no próximo dia 26 no estádio Nhozinho Santos.

“Temos três treinadores em vista e vamos definir nesse fim de semana para que ele já comece a trabalhar o mais rápido possível. O treinador que vier deve trazer uns seis reforços com ele. Já os jogadores que já estavam no Moto tem alguns apalavrados, mas ainda vamos definir a situação financeira. Ainda não sabemos com quantos jogadores a equipe irá se apresentar”, declarou Dadá, diretor de futebol.

Deixe uma resposta