Blog do ligeiro

Francisca Primo destaca entrega do Prêmio Jovem Cientista

A deputada Francisca Primo (PT), registrou na sessão desta
quarta-feira, 16, a cerimônia de entrega do prêmio da 28ª edição do
Prêmio Jovem Cientista, ocorrido, ontem, no Palácio do Planalto, pela
presidenta Dilma Rousseff. O tema deste ano foi Segurança Alimentar e
Nutricional.

O Jovem Cientista foi criado em 1981 para estimular a pesquisa
inovadora do ensino médio ao doutorado. O prêmio é promovido pelo
Conselho de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e conta com a
parceria da Fundação Roberto Marinho e o patrocínio da Gerdau Brasil.

Francisca Primo afirmou que entre as pesquisas premiadas, está o
trabalho de uma aluna do ensino médio, do Rio Grande do Sul, que
desenvolveu um produto capaz de auxiliar o consumidor a identificar a
fraude no leite industrializado, com um quite detector de substância
tóxica. “A grande importância dessa pesquisa é que uma aluna do ensino
médio conseguiu fazer uma fita que detecta se o leite, que é tão bom
para a nossa saúde, possa ter alguma substância química”, disse a
deputada.

Agricultura Urbana

Outro trabalho premiado, do ensino superior, também foi do Rio Grande
do Sul. Neste, o aluno criou o modelo de agricultura urbana como
inovação no processo de abastecimento de alimento em cidades de pequenos
portes, através da agricultura familiar. Francisca Primo afirmou que
essa produção de alimentos mais próxima dos consumidores, sem
agrotóxicos ou sem qualquer outra substância, também é de grande
importância para a segurança alimentar e nutricional.

Na categoria mestrado e doutorado, foi apresentada por uma aluna da
Universidade de São Paulo a pesquisa sobre os efeitos do consumo da
castanha-do-brasil, também conhecida como a castanha-do-pará, como fonte
de suplementação do selênio para o idoso. O selênio é um mineral que
pode ajudar a combater a doença de Alzheimer.

“Nós vemos que a alimentação é importante tanto para a nossa nutrição
como, também, para a nossa saúde. E a pesquisa desses alunos só vem
ajudar cada vez mais a nossa saúde e a nossa nutrição”, acentuou a
deputada.

Além desses primeiros lugares, também foram premiados os alunos de
segundo e terceiro lugares, nos níveis do ensino médio ao doutorado. A
deputada salientou que, apesar de não ser vista como importante, a
política de segurança alimentar e nutricional vem tendo grandes avanços
no país, visto que em 2014 a ONU, excluiu o Brasil do mapa da fome.

Ao finalizar, Francisca Primo enfatizou que o interesse desses
alunos, através das suas pesquisas, está colaborando com o intuito de
melhorar ainda mais a qualidade de vida, através da alimentação, que,
segundo ela, é a preocupação mundial que envolve vários fatores.

Deixe uma resposta