Blog do ligeiro

Empresário experiente, Jota Pinto fala sobre potencial empreendedor de São José de Ribamar

O Potencial econômico de São José de Ribamar ganhou destaque durante entrevista do empresário e pré-candidato a prefeito da cidade balneária, Jota Pinto, ao programa Na Hora, da Rádio 92.3 FM, nesta terça-feira (30). O desenvolvimento da agricultura familiar, e de outras vocações como a pesca e turismo foram algumas das ideias apresentadas pelo entrevistado.

Jota foi o quinto pré-candidato a ser entrevistado pelos locutores Flávio Chocolate e Isaías Rocha. Analisando os atuais índices do município, ele falou ainda sobre a urgente necessidade da geração de emprego e renda para os ribamarenses.

“Atualmente 9% da população de Ribamar vive abaixo da linha da pobreza. São pessoas que não têm o mínimo pra sobreviver”, destacou o empresário, ressaltando que, segundo o cadastro Único de Ribamar, 23.243 pessoas vivem com menos de 100 reais por mês no município.

Empresário com mais de 30 anos de experiência, o ex-deputado estadual foi autor da proposição para a instalação do Distrito Industrial no município de São José de Ribamar, cuja área já está comprada.

“Pra você ter uma noção, menos de 8% da população de ribamar tem emprego formal. Alí poderia ser instalado um grande polo produtivo. Tem muitas empresas querendo vir para Ribamar, só está faltando a oportunidade! A vinda delas significa geração de emprego e renda para as famílias”, explicou Jota.

Saúde

Durante o programa, as constantes reclamações sobre o Hospital e a Maternidade da cidade, além da falta de transparência na aplicação dos recursos repassados pelo Governo Federal, entraram em pauta.

“São José de Ribamar precisa de um hospital de alta complexidade. Já são cerca de 200 mil habitantes e o municípios não tem leitos de UTI, precisam ser transferidos para São Luís e, muitos, morrem no caminho”, denunciou – chamando a atenção para o volume de verba recebida pelo município durante a Pandemia. Entre março e abril, mais de 3 milhões de reais foram recebidos para o enfrentamento da Covid-19 mas, apesar o município somar quase 900 casos confirmados, a atual gestão ainda não fez a prestação de contas.

Deixe uma resposta