Blog do ligeiro

Duarte Júnior pede urgência em projeto de lei que permitirá venda de gás natural para veículos

 

Desde o fim do ano passado que o governo do Maranhão enviou para a Assembleia Legislativa o projeto de lei nº 545/2021, que permite a comercialização do gás natural para o consumidor. Isto significa que no estado poderá ser disponibilizado o Gás Natural Veicular (GNV) usando em automóveis. E devido a importância da proposta para a população, o líder do bloco governista, deputado Duarte Júnior (PSB), pediu urgência na votação para que a apreciação ocorra ainda esta semana.

Segundo justificou o parlamentar, a urgência é necessária porque o GNV é um produto mais barato que os combustíveis vendidos nos postos atualmente. Pensando nos consumidores, Duarte Júnior diz que é necessário avançar no debate.

“Em tempos de gasolina, diesel e etanol com preços elevados, nada mais justo de o consumidor ter um novo produto para seu veículo e sendo este produto mais barato. A Assembleia Legislativa tem a possibilidade de acelerar a aprovação deste projeto. Tem como contribuir com a sociedade de forma prática”, disse o líder do bloco governista.

A proposta do Palácio dos Leões já recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e aguarda somente a votação em plenário. O pedido de urgência de Duarte Júnior acelera o trâmite da matéria na Casa pulando, por exemplo, os interstícios da primeira para a segunda votação.

E com o pedido de urgência, a matéria deverá ser votada em plenário na Assembleia Legislativa ainda esta semana.

Vantagens

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o GNV pode ser até 60% mais barato que a gasolina. A variação, claro, depende do valor do combustível que depende do estado. Em São Paulo, por exemplo, cada quilômetro rodado custa em média usando o gás natural R$ 0,32 para o motorista (considerando média de preço R$ 4,25 por m³ de GNV). Já com a gasolina esse preço sobe para R$ 0,66 o quilômetro rodado (considerando a média de preço de R$ 6,64 por litro).

Especialistas na área de gás natural dizem que a vantagem maior no uso do GNV é para taxistas e motoristas de aplicativos que percorre grandes distâncias diariamente.

Segundo a plataforma 99 diz que, em média, um motorista que anda muitos quilômetros no mês pode ter uma economia de até R$ 1,5 mil (este valor pode variar de acordo com os valores do gás e da gasolina em cada estado).

Por favorecer o consumidor e também trabalhadores como motoristas de aplicativos que Duarte Júnior considera necessário a aprovação do projeto de lei, que sancionado ainda no primeiro semestre, fará com que o GNV já seja disponibilizado em agosto deste ano.

Deixe uma resposta