O plano de imunização na capital maranhense foi anunciado nesta sexta-feira (15) pelo prefeito de São Luís, Eduardo Braide, acompanhado do secretário municipal de Saúde, Drº Joel Nunes, o qual é um profissional com a competência e segurança que o momento exige, pois é alinhado com a questão da saúde pública, tanto nacional como local.

Na ocasião, foi explicado como será aplicado, onde o primeiro momento será dividido em três fases com intervalos de sete semanas entre cada um, prevendo uma vacinação de 148.301 ludovicenses em um prazo de 21 semanas.

O prefeito explicou ainda que a vacinação ocorrerá com a aplicação de dois tipos de vacina – Astrazeneca e Sinovac, sendo que as duas doses aplicadas devem ser do mesmo laboratório, e para isso, haverá um controle rigoroso.

O ponta pé inicial será em 20 de janeiro, e começará de forma exclusiva a 143 idosos residentes em instituições de longa permanência e 36.917 profissionais da saúde de São Luís, estes receberão a imunização no Centro Municipal de vacinação, que ainda será definido. A primeira fase pode ter a duração de sete semanas.

Na segunda fase, 79.883 idosos acima de 60 anos vão ser vacinados em um prazo de sete semanas. A terceira fase contemplará 31.358 pessoas com comorbidades em São Luís. Essas duas fases ainda não possuem datas precisas para o inicio.

A quarta fase será com professores, profissionais da segurança pública, transporte, aviação etc, porém não há previsão de inicio e nem quantitativo de doses, dependendo da disponibilização do Governo Federal.

Tocador de vídeo

00:00
01:07

Tocador de vídeo

00:00
03:07

Ainda nessa agenda, na noite desta sexta-feira (15), o secretário de Saúde de São Luís, Drº Joel Nunes seguiu para o Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado para recepcionar doze pacientes vindos de Manaus, onde os mesmos receberão tratamento no Hospital Universitário da UFMA, que também faz parte da regulação da rede municipal de saúde, mesmo sendo federal.

Drº Joel Nunes é capacitado para esse momento tão importante, pois esteve na linha de frente do HU-UFMA no ano passado, e com certeza conhece a competência da equipe do HU-UFMA, no tocante ao enfrentamento da Covid-19.

Tocador de vídeo