Blog do ligeiro

Dino se manifesta sobre proibição da Anvisa para compra da Sputnik V

O governador Flávio Dino (PC do B) utilizou suas redes sociais, nesta manhã, para se posicionar sobre decisão dos gerentes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que na noite de ontem, durante reunião extraordinária, reprovaram a vacina Sputnik V, cuja importação de doses foi solicitada por 14 Governos Estaduais, dentre eles o do Maranhão.

“Sobre decisão da Anvisa quanto à vacina Sputnik, irei aguardar manifestação técnica de cientistas brasileiros e russos. Posteriormente, teremos reunião com governadores da Amazônia e do Nordeste para avaliar fundamentos técnicos, a serem apresentados ao STF e à própria Anvisa”, disse o maranhense.

O Consórcio de Governadores do Nordeste objetiva adquirir 37 milhões de doses do imunizante, sendo que o Governo do Maranhão já anunciou a intenção de comprar 4,5 milhões de doses.

Em seu parecer, Gustavo Mendes, gerente geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa, afirmou que a fabricante da Sputnik V não apresentou a análise de segurança da vacina por faixa etária, por comorbidades e para soropositivos para o SARS-CoV-2.

Além disso, segundo Mendes, a empresa também não demonstrou que controla de forma eficiente o processo para evitar outros vírus contaminantes durante a produção do imunizante.

Entre um dos principais pontos observados pela área técnica, relatou o gerente da Anvisa, foi verificada a possibilidade de replicação do adenovírus utilizado para levar o material genético do coronavírus para o corpo — o contrário do efeito que se pretende com a imunização.

Ana Carolina Marino, gerente-geral de Fiscalização, e Suzie Marie Gomes, Gerente Geral de Monitoramento, também deram parecer contra o imunizante.

Deixe uma resposta