Blog do ligeiro

Deputados denunciam perseguição de Flávio Dino a Josimar

Deputados estaduais utilizaram a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, nesta quinta-feira (07), para denunciar o que eles classificaram de perseguição do governador Flávio Dino (PSB) ao deputado federal e pré-candidato ao Governo, Josimar de Maranhãozinho (PL).

Eles lamentaram a forma como foi promovida a Operação Maranhão Nostrum, deflagrada pelo Ministério Público Estadual, através do Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), e que teve como alvos, além de Prefeituras, a residência do deputado federal em São Luís.

Aliado de Josimar, Vinicius Louro, também do PL, questionou a competência do MP para invadir a casa do deputado durante uma ação na qual até fotos da referida residência foram divulgadas; além de imagens de objetos apreendidos no seu interior.

Louro também relembrou que a ação ocorreu dias após Josimar reunir cerca de 700 vereadores durante um evento na cidade de Bacabal.

“O que me chama a atenção, senhores deputados, é que, depois desses dois grandes eventos, depois do crescimento do deputado federal Josimar de Maranhãozinho ao Governo do Estado do Maranhão, acontece essa operação. O que eu entendo é que um deputado estadual para se ter uma ordem expedida para invadir a sua residência tem que ser por meio do Tribunal de Justiça, um deputado federal para ter uma ordem pra invadir a sua residência tem que ser por meio do Supremo Tribunal. E ali entraram por meio de um juiz singular”, afirmou.

O ainda tucano Wellington do Curso disparou: ““Eu sou enfático. Sou categórico. Essa operação ela é característica da perseguição do Governador Flávio Dino, pré-candidato ao Governo do Estado, Josimar de Maranhãozinho, por lançar sua candidatura, ter reunido prefeitos e vereadores e já ter anunciado que provavelmente fará oposição ao Governo do Estado”, destacou Wellington, que ainda citou uma postagem do desembargador Guerreiro Júnior sobre a competência de quem autorizou a operação.

Vale destacar que, nos próximos dias, a bancada do PL na Assembleia Legislativa oficializará rompimento com o governo Dino.

Deixe uma resposta