Blog do ligeiro

Defesa Civil Municipal atua para minimizar danos em áreas de risco de São Luís

 A Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) reforçou as ações de prevenção em bairros da capital. Foram identificadas 66 áreas de risco mapeadas no Plano de Contingência 2021, da Prefeitura de São Luís.

Na última segunda-feira (15), a Defesa Civil de São Luís compareceu, nas primeiras horas, ao bairro Alemanha, logo após o deslizamento de parte de uma barreira. Imediatamente, os agentes tomaram algumas providências, no sentido de minimizar os impactos decorrentes do problema. Os moradores foram alertados sobre os cuidados a serem tomados, sobretudo quando acontecem as tempestades, intensas e prolongadas, sendo acompanhadas de trovões e relâmpagos.

“Importante dizer que nós temos acompanhado, sempre, essas áreas de risco, inclusive, antes do início das chuvas. Nós fizemos o mapeamento completo. E a gente já sabe quais são os locais onde acontecem os problemas com maior frequência. Também fazemos visitas constantes nessas localidades e entramos em contato direto com as comunidades”, explicou o superintendente da Defesa Civil de São Luís, Alexssandro Nogueira. Segundo ele, esse procedimento é fundamental para que os moradores avisem sobre as ocorrências.

Além de intervenções em áreas com deslizamentos de barreiras, a Defesa Civil municipal realiza ainda um mapeamento dos pontos de alagamentos em São Luís, em um trabalho conjunto com a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

Precauções

O superintendente Alexssandro Nogueira elencou algumas orientações aos moradores, para que estes não corram perigos. “Quando há saturação do terreno, há desprendimento da encosta. Então, pedimos que o morador fique atento aos deslocamentos desses locais. Se há postes ou árvores, é sempre bom observar se estão inclinando. Caso sim, são sinais de que há movimentação no solo por conta das chuvas. Partindo desse princípio, quando esses indícios se manifestam, a recomendação é que as famílias nos procurem, para que possamos fazer a avaliação técnica”, pontuou o superintendente.

O secretário Marcos Affonso, da Semusc, também reforçou essas recomendações, destacando, por exemplo, que as pessoas que residem perto dos córregos verifiquem a altura da água. “É importante não jogar lixo nesses locais, não cortar árvores, enfim, essas práticas devem ser evitadas. Durante os temporais é recomendável não sair de casa. Em regiões onde o solo está coberto de água, bueiros abertos representam um perigo. Também pode ocorrer queda de fiação elétrica, que se propaga com facilidade em ambiente aquático”.

A Defesa Civil do Município funciona durante 24 horas. Quem precisar pode entrar em contato com o órgão por meio do telefone 3212-8474.

Deixe uma resposta