Blog do ligeiro

Chaguinhas afirma ser político de direita e fala sobre saúde e economia

O vereador Francisco Chaguinhas (Podemos) utilizou a tribuna da Casa Legislativa para esclarecer que é um político de direita e tecer críticas a governos de esquerda. Na oportunidade, o parlamentar também se manifestou acerca de temas referentes às áreas de Saúde e Economia.

Logo no início do discurso, Chaguinhas já informa o posicionamento político que possui. “Eu sou conservador e de direita, graças a Deus. E em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Quem quiser ser de esquerda e manipular a convivência do Cristianismo dizendo que é cristão e esquerdista, pode fazer porque todo mundo tem o livre arbítrio para fazer suas escolhas”, declarou.

Ao longo da fala, o vereador do Podemos também apresentou informações que, segundo ele, faziam referência à gestão do Partido dos Trabalhadores (PT). Logo após, fez uma comparação com os dados que, conforme ele informou na tribuna da Casa, dizem respeito à gestão do governo Bolsonaro.

“O Banco do Brasil deu prejuízo de bilhões. A Petrobras, no governo PT, ficou uma carcaça pronta para ser vendida. A Caixa Econômica deu prejuízo. Os Correios deu prejuízo. E eis que, plena pandemia, o Banco do Brasil teve rendimento de R$ 21 bilhões. A Caixa Econômica teve rendimento. Os Correios, que estava liquidado com o mensalão, deu o lucro de R$ 1 bilhão e 360 milhões e é o 1º na América Latina a comprar um boeing para fazer as entregas país afora. O Correios tem a capacidade hoje de cobrir o Brasil em 24 horas. Isso é gestão”, afirmou Chaguinhas.

O vereador Francisco Chaguinhas também tratou de questões pertinentes à área da Saúde, como a vacinação contra a Covid-19. “Robert Malone diz que a chance de uma criança de 5 anos a 11 anos de não pegar Covid é de 99,99%, mas o dinheiro dessas vacinas é muito grande. Essas vacinas não vendem para empresas privadas que passam 90 dias sem pagar. Vendem diretamente para o governo. Eu quero dizer aqui que eu não sou negacionista, mas sou um cidadão e quero vacina de qualidade e com excelência. E, não, vacina para você se vacinar e morrer com os efeitos colaterais, como está acontecendo E se sabe que vacinas de qualidade e excelência precisariam de mais 5 anos para ser colocada em uso da população”, disse.

Outro tema tratado por Francisco Chaguinhas ao longo do discurso foi o Sistema Único de Saúde (SUS). “O SUS, do nosso país, está declaradamente colocado que seria muito bom para um país que tivesse 40 milhões de habitantes. Se o SUS atende 40 milhões de habitantes e temos 210 milhões, quem atende mais? Ou quem mata mais? O SUS ou a fila de espera? Os dois, porque tem pessoas que possuem cirurgias marcadas há 3 anos e está na fila do SUS. Então, temos uma fila que mata de forma gananciosa. Ela é uma fila voraz para diminuir a carga da SUS. E nós, políticos, ficamos caladinhos porque muitos têm plano de saúde”, declarou o parlamentar.

Chaguinhas também explicou como vê a questão de preços no Brasil. “Nesse país a gente olha comerciante, empresário, industrial e aquele que trabalha na agropecuária. Ele tem que colocar gorduras nos preços. Sabe por quê? Porque vai o fiscal, o juiz… dá uma canetada. É muito dinheiro. Tem a insegurança dos roubos de cargas e dos próprios locais. E aí vão colocando mais gorduras. É provável que, se você pegar um comércio nos Estados Unidos e um comércio que vende aqui o mesmo produto na filial brasileira, o produto seja 300% mais caro aqui no Brasil. Por que? Pela insegurança jurídica. Pela questão trabalhista. Quem paga isso é o consumidor”, afirmou.

Deixe uma resposta