Blog do ligeiro

Candidato a vereador usado para perseguir Paula Azevedo pode ser punido na Justiça

O candidato a vereador Gil Pinheiro (PMB), pode ter entrado em uma grande furada, ao tentar de maneira equivocada, impugnar o registro de candidatura da prefeita Paula Azevedo (PCdoB), candidata a reeleição.

Sem nenhum fundamento, apenas com o intuito de criar factoides e fakenews, e confundir o eleitor luminense, Gil Pinheiro, candidato de primeira viagem, pode ter aceitado assinar um pedido de impugnação sem nem mesmo ter lido, ou, se for o caso, com pleno conhecimento, o que pode resultar em litigância de má-fé, o que é passivo  de punição.

Por este motivo, já que o pedido de impugnação alegado pelo candidato não recebe guarida no ordenamento jurídico, os advogados da coligação Um Paço para o Progresso, alegam que o ato do candidato a vereador “paz parte de um diabólico plano de perseguição política”, que pode ser apenas laranja de grupo político e que os bizarros ajuizamentos fazem  parte de ataques judiciais orquestrados, na tentativa de levar o Magistrado a erro.

Caso o candidato a vereador seja condenado por ter agido de má-fé, poderá pagar multa de mais de R$ 10 mil reais.

Lascou!..

Deixe uma resposta