Blog do ligeiro

Brandão diz que seu plano “A” é disputar eleição para o Governo em 2022

O vice-governador Carlos Brandão, em entrevista concedida ao Jornal O Imparcial e divulgada na edição do matutino deste fim de semana, afirmou que possui apenas um plano “A” para 2022: concorrer ao cargo de governador.

Vice-presidente nacional do Republicanos, Carlos Brandão já está em pré-campanha desde o ano passado.

É através de um projeto chamado “Brandão Pelo Maranhão” que o vice-governador percorre o interior inaugurando algumas obras autorizadas pelo governador Flávio Dino (PC do B); dialoga com a classe política; e tenta formar uma base que dê sustentação ao seu projeto.

Brandão, em menos de dois meses, acumulou três derrotas políticas significativas para o grupo do senador Weverton Rocha, presidente estadual do PDT e também pré-candidato ao Palácio dos Leões.

No segundo turno do pleito para prefeito de São Luís, viu o seu candidato, o deputado estadual Duarte Júnior (Republicanos), ser derrotado pelo então deputado federal e hoje prefeito, Eduardo Braide (Podemos).

Braide contou com o apoio decisivo de políticos do PDT e do DEM, presidido pelo deputado federal Juscelino Filho, aliado de Weverton.

Na ocasião, Carlos Brandão chegou a classificar os políticos que apoiaram o candidato do Podemos de desertores, situação que criou um clima de racha na base governista de Dino.

Na eleição para presidência da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís, o vice-governador ensaiou apoiar uma candidatura que fizesse frente ao vereador Osmar Filho (PDT).

Não obteve êxito na articulação e viu Osmar, outro importante aliado do senador, ser eleito novamente presidente da Casa para o biênio 2021/22.

Na eleição para presidência da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Brandão apoiou o prefeito reeleito Fábio Gentil (Republicanos), da cidade de Caxias.

Sentado na cadeira de governador, devido ao fato de Flávio Dino ter tirado férias, Carlos Brandão tentou cooptar prefeitos e prefeitas, prometendo aos mesmos que, caso Gentil fosse eleito, o Governo os apoiaria através de convênios e outras ações.

A estratégia não surtiu efeito e o candidato do vice-governador foi derrotado pelo prefeito reeleito de Igarapé Grande, Erlanio Xavier (PDT), também aliado de Weverton e que foi reconduzido ao comando da entidade municipalista.

Irresponsabilidade – Após a divulgação da entrevista de Brandão, quem utilizou suas redes sociais para disparar uma espécie de indireta foi o deputado federal licenciado e presidente do PC do B no Maranhão, Márcio Jerry.

“2021 ainda tem 11 longos meses de um tempo de crises e incertezas. Somos chamados a enfrentar essa realidade adversa aqui e agora. Dormir e acordar pensando só em eleições do próximo ano é misto de irresponsabilidade e descompromisso com nosso povo e seus graves problemas”, afirmou Jerry, que assumiu recentemente a poderosa Secretaria de Estado das Cidades.

O comunista, alias, é visto por alguns analistas como uma opção de consenso para a eleição majoritária do ano que vem figurando como vice em uma chapa apoiada pelo campo governista.

Deixe uma resposta