Blog do ligeiro

Após nono reajuste em 2021, gasolina acumula aumento de 51%

Caminhão-tanque em refinaria da Petrobras em Canoas (RS)
02/03/2019
REUTERS/Diego Vara

A Petrobras subiu o preço da gasolina em 3,3% a partir de hoje, quinta-feira (12). O reajuste acumulado de 2021 já é de 51% com este nono aumento do ano.

Segundo a estatal, o reajuste médio é de R$ 0,09 por litro, elevando o preço de venda em suas refinarias a R$ 2,78 por litro. Até chegar aos postos, o valor ainda é acrescido de impostos e margens de distribuidores e postos.

O reajuste é anunciado mais de um mês após a última alta, reforçando a percepção de que a Petrobras reduziu a frequência de ajustes de preços após a posse do general Joaquim Silva e Luna no comando da companhia. Silva e Luna foi escalado pelo presidente Jair Bolsonaro para substituir Roberto Castello Branco, o primeiro presidente da estatal em seu governo, em meio a fortes pressões contra a escalada nos preços dos combustíveis do início do ano.

Para a Ativa Investimentos, o reajuste aind00a não é capaz de eliminar a defasagem em relação ao preço internacional da gasolina. Segundo suas contas, ainda há espaço para aumento de 13% nos preços em refinaria. A entidade lembra que o aumento pressionará ainda mais a inflação a partir da terceira semana de agosto, com impacto integral no indicador de setembro.

Com a venda de combustíveis a preços historicamente elevados, a Petrobras registrou lucro de R$ 42,8 bilhões no segundo trimestre e decidiu antecipar a distribuição de R$ 31,6 bilhões em dividendos a seus acionistas. Maior sócio, a União ficará com R$ 9 bilhões.

Deixe uma resposta