Blog do ligeiro

Governo do Estado adota medidas em apoio às famílias afetadas pelas chuvas


Equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) estiveram na área do Sacavém para proceder o atendimento aos atingidos pelas últimas chuvas, na manhã desta terça-feira (26). Pelo menos 14 famílias foram retiradas de pontos onde houve desabamento ou há riscos iminentes no imóvel.

O cenário é bastante delicado e tem a devida atenção do Governo do Estado, que, sensível à demanda desta e outras comunidades afetadas, já está em andamento com o plano de medidas, pontua o coordenador estadual de Defesa Civil-CBMMA, Izac Muniz Matos. “Estamos atuando em conjunto com os demais órgãos, promovendo as tratativas para execução das ações que venham minimizar a situação e garantir a segurança destas famílias. São várias ações a serem promovidas e todos os casos pontuados de acordo com a real necessidade”, pontua.

As famílias realocadas do Sacavém foram incluídas em um cadastro social e passam a ter acesso a assistência social que contempla, entre outros, a concessão de cesta básica, aluguel social (em caso de impossibilidade de habitação), retirada do imóvel com realocação e inclusão no Programa Minha Casa Minha Vida. Segundo dados da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), na Grande Ilha são mais de 200 famílias em situação de risco por conta das chuvas.


Com apoio de órgãos da Prefeitura de São Luís e Defensoria Pública, é realizado cadastramento destes moradores, encaminhamento a programas sociais, se for o caso, e garantia de realocação e ações de assistência social. Entre as situações, pessoas que perderam seus pertences e imóveis, com sinais de riscos como rachaduras.

“Estamos firmes neste trabalho para retirada destes moradores e a prestação da devida assistência para que não corram mais riscos. Algumas resistem, mas procedemos um trabalho para que entendam a necessidade de, neste momento, sair do local para que sejam assistidas”, enfatiza o titular da Semusc, Héryco Coqueiro, que esteve na área com as equipes da Defesa Civil Municipal.

O conjunto de serviços prestados às famílias inclui ainda ações da Defensoria Pública do Estado com atendimento jurídico em escritório móvel que vai aos bairros atingidos; buscar medidas para atenuar as situações; facilitar a concessão de aluguel social nos casso previstos; e otimizar quanto à realocação e retirada de documentos de identificação, sendo que alguns moradores perderam documentos pessoais com as enchentes.

“A proposta é orientar a população a buscar seus direitos e promover ações pelo acolhimento destes afetados, em uma força-tarefa com as demais instituições”, enumerou o defensor público-geral do Estado, Alberto Bastos.

Regiões atingidas
As chuvas do último fim de semana causaram desabamentos e deslizamentos ainda a Salinas do Sacavém, Vila Bacanga, Maioba, Filipinho, Redenção, Vila Embratel, Vila Isabel e Vila Bacanga. Todas as áreas são alvo de vistorias para aplicação do plano de contingência.

Deixe uma resposta