Blog do ligeiro

Câmara Municipal recebe alunos de medicina da UFMA para tratar sobre o combate ao abuso e à exploração sexual de jovens

‘No Brasil, a cada hora, três crianças são vítimas de abuso sexual. Em 65% dos casos, o abuso é cometido por pessoas do próprio grupo familiar’. Essa foi uma das reflexões propostas por um grupo de alunos de medicina da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) aos parlamentares da Câmara Municipal de São Luís. A visita dos acadêmicos do 4º período de medicina da UFMA foi coordenada pela Mestra Francisca Luzia Macieira de Araújo, com o apoio do presidente da Câmara, Osmar Filho, e o vereador Dr. Gutemberg Araújo.

No plenário da Câmara, os universitários apresentaram um vídeo com estatísticas nacionais e ainda fortes relatos de jovens que sofreram violência sexual. O objetivo foi sensibilizar os parlamentares para ampliarem as ações de prevenção ao combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Neste mês, considerado o ‘maio laranja’, a temática ganha destaque em todo o Brasil, sendo o dia 18 de  maio – o ápice da campanha nacional.
“Foi importante os alunos conhecerem a Câmara, pois essa é uma das casas responsáveis por criarem as nossas leis.  Trouxemos dados nacionais, apontando que a violência sexual está na casa. É doméstica. Se tem uma família doente, eu tenho uma sociedade doente. Por isso, essa é uma responsabilidade de todos: professores, estudantes, políticos, a sociedade em geral. Agradeço ao presidente Osmar Filho, ao vereador Dr. Gutemberg, e a todos os vereadores que nos receberam”, disse a Mestra Francisca Araújo.

A maioria dos estupros cometidos contra crianças tem como agressores os amigos, conhecidos e familiares das vítimas. Para o vereador Dr. Gutemberg Araújo, esse dado alarmante é um assunto que merece mais atenção.

“O Estatuto da Criança e do Adolescente diz que a proteção à criança deve ser da família, do Estado e da sociedade. Devemos elaborar novas políticas públicas de combate, além de aprimorar aquelas que já vêm sendo executadas. O abusador deve ser responsabilizado e a vítima acolhida”, afirma Dr. Gutemberg.

Uma das leis de autoria do vereador. Dr. Gutemberg estabelece a área escolar como espaço de prioridade especial do poder Público Municipal.
 
O parlamentar ainda destaca que o abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes têm reflexo direto na saúde mental da vítima.

“Mudanças de comportamentos,  isolamento, fraco rendimento escolar, entre outros. Todos esses problemas afetam a saúde mental e causam outros reflexos. Por isso, devemos trabalhar essa questão com a família e as escolas”, finaliza Dr. Gutemberg.

O vereador Raimundo Penha pediu para utilizar o vídeo produzido pelos estudantes de medicina, em uma sessão dedicada ao ‘maio laranja’, que será realizada na próxima quinta-feira.

Vale lembrar que no Brasil,  o “Disque 100” é o serviço de denúncias e monitoramento de violência contra crianças e adolescentes.

Deixe uma resposta