BANNER

BANNER
AGORA É LEI

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Sampaio Corrêa sob ameaça de facção criminosa?

Pichação no muro da sede do Sampaio com ameaça a jogadores
Mergulhado em profunda crise dentro de campo neste início de temporada, o Sampaio Corrêa se depara com mais um fator que pode aumentar instalabilidade do seu elenco: a ameaça física dirigida a jogadores por meio de uma pichação no muro do centro de treinamento do clube, no Turu. Verdadeira ou não, a jura de morte feita aos atletas tricolores por uma facção criminosa deve ser investigada pela polícia.
A pichação traz os seguintes dizeres: “Se perder pro morto jogador vai morrer”. A tentativa de intimidação faz alusão ao jogo do próximo sábado, entre Sampaio e Moto, no Castelão, pelo Campeonato Maranhense.
A suposta ameaça é assumida pelo Bonde dos 40, uma das facções criminosas que atuam na Grande São Luís, com ramificações pelo interior do estado, e que já protagonizou incontáveis assassinatos, assaltos, além de envolvimento de muitos dos seus membros com o tráfico de drogas. Entre as vítimas do bando estão bandidos rivais (ligados a outras facções) e cidadãos comuns.
Na dúvida entre bravata e risco iminente de atentado contra o futebol, a polícia deve entrar em campo antes do superclássico. Assista ao vídeo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário