sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Vítima de violência sexual recebe assistência integral no HU-UFMA


Linha de cuidado da instituição atua em parceria com centros de atendimento a esse perfil de paciente
A Divisão de Gestão do Cuidado do Hospital Universitário da UFMA promoveu na manhã desta quarta-feira, 17, uma reunião para tratar sobre a Linha de Cuidado de Atenção à Pessoa em Situação de Violência Sexual no Maranhão. Além dos profissionais do hospital estavam presentes também os representantes dos Conselhos Tutelares, do Centro de Perícias Técnicas para a Criança e Adolescente – CPTCA, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente- DPCA, do Comitê Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente- CMDCA e do Socorrão II.
A chefe da Divisão de Gestão do Cuidado (DIVGESC), Milady Cutrim, fez uma apresentação perpassando pelo conceito de linhas de cuidado, sua função e a forma como deve se estruturar. Discorreu sobre um breve histórico do HU-UFMA em todo o seu processo de adoção do conceito de linhas de cuidado e apresentou os quatro fluxos construídos para o atendimento interno referente a essa linha.
A DIVGESC é o setor responsável por trabalhar as linhas de cuidado da instituição, que está empenhada em avançar na de Atenção à Pessoa em Situação de Violência Sexual no Maranhão, como destaca Milady Cutrim. “Até o momento, tínhamos o processo interno mapeado. A linha que existia era somente dentro do HU-UFMA. Agora ela vai precisar ser expandida. Vamos incorporar todos os centros de atendimento a esse perfil de paciente. Nesse momento estamos fazendo um estudo, convidando várias pessoas que fazem parte dessa rede para que possamos entrar em sintonia e pactuar um percurso de atendimento a essas pessoas com mais tranquilidade envolvendo o processo na sua totalidade, para além dos muros do hospital”.  
Ela acrescenta que a preocupação com o paciente precisa ir além do atendimento em saúde. “Estamos falando de todas as áreas que esse usuário precisa passar para receber o apoio e assistência devida. E o HU-UFMA vem trabalhando constantemente no avanço dos fluxos e serviços para melhor atender aos cidadãos”.
As linhas de cuidado são estratégias pensadas para estabelecer um melhor fluxo assistencial como forma de garantir processos seguros ao paciente de acordo com as suas necessidades.  É como se desenhasse o itinerário que o usuário faz dentro de uma rede de saúde, incluindo segmentos não necessariamente inseridos nos sistemas de saúde, tais como entidades comunitárias e de assistência social.
O HU-UFMA é referência para o atendimento às crianças, adolescentes e mulheres vítimas de violência sexual. O ambulatório existe desde 2000 com ações assistenciais que compreendem o atendimento do Serviço Social (acolhimento, escuta qualificada, entrevista, notificação a conselhos tutelares), consultas médicas e de enfermagem, atenção farmacêutica, atendimento psicológico e psiquiátrico, imunização e exames laboratoriais e de imagem. Nesse ano de 2018, até o mês de agosto, foram registrados 142 casos atendidos no hospital. Em 2017 o número chegou a 219 casos, em 2016, foram 166 casos e em 2015, 137 atendimentos.