terça-feira, 16 de outubro de 2018

Eleições 2018: Dutra e Gilberto decepcionam e Bia Venâncio ressurge em Paço do Lumiar

Com fracasso de adversários, Bia Venâncio volta a ter nome cogitado em Paço do Lumiar
Detentor de um alto índice de rejeição, o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), transferiu para seus candidatos a desaprovação que sofre da população luminense.
Para deputado estadual, Dutra apoiou Pará Figueiredo. Na cidade, o filho do presidente do TJ/MA foi apenas o 12º colocado, obtendo somente 877 votos, de um universo de 62.894 eleitores.
Nomes de outras cidades, como Zé Gentil (Caxias), Francisca Primo (Buriticupu) e Márcio Honaiser (Balsas) alcançaram mais votos que o candidato apoiado por Domingos Dutra.
Outro que sofreu com a impopularidade de Dutra foi Simplício Araújo, ficando em 6º lugar em Paço, com 1.473 votos.
Já o ex-prefeito Gilberto Aroso, que foi candidato a prefeito em 2016 obtendo mais de 13.000 votos, não conseguiu transferir votos para o seu candidato Arnaldo Melo. O emedebista saiu das urnas com pouco mais de 400 votos.
Prestígio
Entretanto, quem demonstrou prestígio politico, apesar do desgaste sofrido nos últimos anos e fazendo uma campanha sozinha, foi a ex-prefeita Bia Venâncio, que conseguiu um retorno positivo nas urnas de 863 votos para Adriano Sarney. Ou seja, a diferença entre o candidato de Bia com o do prefeito foram de apenas 14 votos e de mais de 300 votos em cima do candidato de Gilberto.
Para quem está fora do poder desde 2012, Bia Venâncio mostrou que mesmo sozinha e com seu carisma ainda detém força política, confiança e amigos. E a sua participação nas eleições municipais de 2020 poderá ser decisiva.
Simples assim!