sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Eleição em Bacabal reeditará disputa entre Sarneys e Flávio Dino neste domingo

A eleição suplementar deste domingo (28) na cidade de Bacabal reeditará, mais uma vez, o cenário de disputa envolvendo os grupos do governador Flávio Dino (PC do B), reeleito no último dia 07, e da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), segunda colocada no pleito para o governo do estado.
Os dois principais candidatos ao cargo de prefeito, quais sejam Edvan Brandão (PSC) e César Brito (PPS), representam o governador e a ex-govenadora no jogo que definirá o comando, pelos próximos dois anos, de um dos municípios mais importantes do Maranhão.
Além de Roseana, por quem trabalhou na campanha governamental, ele é aliado incondicional do deputado estadual reeleito, Roberto Costa (MDB), que faz oposição moderada à Dino na Assembleia, e do ainda senador João Alberto (MDB).
Costa e o deputado federal reeleito, João Marcelo (MDB), filho de João Alberto, derrotaram, na eleição proporcional, candidatos do campo governista apontados como favoritos na cidade.
Roberto obteve 11.378 votos, contra 8.307 dados a Carlinhos Florêncio (PC do B), que é pai de Florêncio Neto, atual candidato a vice de César Brito.
Marcelo conseguiu 8.185 votos, contra 6.690 dados a Simplício Araújo (SD), também aliado de Dino e eterno suplente na Câmara Federal.
Vitória majoritária – Se perdeu no pleito proporcional, Dino impôs vitória acachapante à Roseana em terras bacabalenses na disputa majoritária.
O comunista recebeu 59,01% dos votos válidos, contra 28,66% dados à emedebista.
Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS), na eleição para o Senado, também impuserram derrotas fragorosas a Sarney Filho (PV) e Edison Lobão (MDB).
E é apostando nestes percentuais que César Brito, vereador eleito, em 2016, e que possui intrínsecas ligações com o cassado Zé Vieira, pretende desbancar o favoritismo de Brandão.
Também são candidatos ao cargo de prefeito Roberto Hilley (PPL), Luizinho Padeiro (PSB) e Professor Maninho (PRB).