segunda-feira, 8 de outubro de 2018

A renovação no Parlamento Maranhense e suas peculiaridades

Medalhões: Rogério Cafeteira e Sérgio Frota não conseguiram renovar os mandatos.
O resultado das urnas revelou um cenário diferente dos registrados nos pleitos anteriores no que se refere à dança das cadeiras nos parlamentos estadual e federal.
À Assembleia Legislativa e a Câmara Federal, este ano, experimentaram uma renovação que ultrapassou a casa dos 50%.
Na Alema, medalhões como Rogério Cafeteira (DEM), atual líder do governo, Sergio Frota (PR), presidente do Sampaio Corrêa, e Edivaldo Holanda (PTC), pai do prefeito de São Luís, por exemplo, amargaram derrotas.
Mas outras peculiaridades foram constatadas na eleição proporcional deste ano.
Deputado estadual até o dia 31 de dezembro, Josimar de Maranhãozinho (PR) bateu o próprio recorde de 2014 e elegeu-se deputado federal com mais de 190 mil votos.
Moral da BR ainda conseguiu fazer o seu substituto na Casa do Povo, qual seja a sua própria esposa, a ex-prefeita Detinha (PR), eleita com 88.402 votos.
De Caxias, foram eleitos Cleide Coutinho, Zé Gentil e Adelmo Soares.
Caxias, na região dos Cocais, mostrou força e elegeu três representantes: Cleide Coutinho (PDT), ex-mulher do saudoso Humberto Coutinho; Zé Gentil (PRB), pai do prefeito Fábio Gentil; e Adelmo Soares (PC do B), ex-vereador da cidade.
Outro destaque veio da região Central, que tem como representantes Daniella Tema (DEM), Fernando Pessoa (SD) e Ciro Neto (PP).
Daniella é esposa do atual prefeito de Tuntum e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem). Cleomar Tema.
Pessoa é cunhado do prefeito de Barra do Corda, Erick Costa (PC do B) .
Seus grupos políticos deverão disputar, em 2020, o comando da prefeitura tuntuense.
Ciro Neto, Daniella Tema e Fernando Pessoa representam a região Central.
Políticos experientes e com grande rodagem, Arnaldo Melo (MDB), Marcelo Tavares (PSB) e Hélio Soares (PR) conseguiram o tão sonhado retorno.
Outros, na avaliação do editor do Blog, simplesmente surpreenderam. São os casos dos pedetistas Márcio Honaiser, sexto mais bem votado, e Dr. Yglésio.
Assíduos frequentadores das redes sociais e considerados por muitos como extremamente “midiáticos”, Duarte Júnior (PC do B) e Wellington do Curso (PSDB) também merecem destaque.
O ex-presidente do Procon obteve a terceira melhor colocação, com mais de 65 mil votos.
Ferrenho opositor de Flávio Dino, governador reeleito, Do Curso cravou 24.950, quantidade necessária para garantir a renovação do mandato.
Duarte Júnior e Wellington do Curso devem protagonizar debates acalorados.
Duarte e Wellington deverão travar acalorados debates na próxima legislação.
Felipe dos Pneus (PRTB), empresário de Santa Inês, travou, até o último minuto da apuração, uma batalha com Betel Gomes e Marcial Lima, também filiados ao PRTB.
Acabou elegendo-se por uma diferença mínima.
Simplício Araújo: eternamente suplente.
Câmara – Na Câmara Federal, dos 18 deputados, oito conseguiram renovar o mandato.
Figuras como Waldir Maranhão (PSDB), Luana Costa (PSC), Victor Mendes (MDB) e Julião Amin (PDT) foram defenestrados.
Eduardo Braide (PMN), como era esperado, obteve votação mais do que expressiva, “puxando” para eleição o desconhecido Pastor Gildenemyr, também do PMN.
Márcio Jerry (PC do B), ex-secretário e braço direito de Flávio Dino, também obteve vitória, como já se aguardava.
A decepção, por assim dizer, ficou por conta de Simplício Araújo (SD).
Com mais de 74 mil votos e tendo gastado os tubos na campanha, Araújo, mais uma vez, amargou a suplência.
Deputados federais eleitos e reeleitos: Rubens Junior, Cleber Verde, Juscelino Filho, André Fufuca, Hildo Rocha , João Marcelo, Aluisio Mendes, Zé Carlos, Márcio Jerry, Pedro Lucas Fernandes, Bira do Pindaré, Josimar de Maranhãozinho, Junior Lourenço, Junior Marreca Filho, Gil Cutrim, Edilazio Júnior, Eduardo Braide e Pastor Gildenemyr.
Deputados estaduais eleitos e reeleitos: Othelino Neto, Marco Aurélio, Neto Evangelista, Carlinhos Florêncio, Ana do Gás, Adriano Sarney, Edson Araújo, Vinícius Louro, Antônio Pereira, Rigo Teles, Glalbert Cutrim, Roberto Costa, Fábio Macedo, Ricardo Rios, Zé Inácio, César Pires, Wellington do Curso, Paulo Neto, Detinha, Rafael Leitoa, Duarte Júnior, Márcio Honaiser, Cleide Coutinho, Andreia Rezende, Marcelo Tavares, Dra. Thaiza, Fernando Pessoa, Zé Gentil, Dr. Yglesio, Adelmo Soares, Hélio Soares, Daniella Tema, Ciro Neto, Rildo Amaral, Arnaldo Melo, Helena Dualibe, Pará Figueiredo, Pastor Cavalcante, Mical Damasceno, Leonardo Sá, Felipe dos Pneus e Wendell Lages.