terça-feira, 28 de agosto de 2018

Duarte Júnior poderá ter registro de candidatura cassado por se beneficiar de influenciador digital, diz procurador regional eleitoral


                       Uma das lives feitas por Duarte com o “Sensacionalista slz”

O procurador regional eleitoral no Estado do Piauí, Patrício Noé da Fonseca, disse ao jornal O Estado de S. Paulo nesta segunda-feira (27), que se ficar comprovado que um candidato se beneficiou de campanhas impulsionadas por influenciadores digitais ele poderá ter o registro cassado. Ainda de acordo com Noé, no caso de uma confirmação de que o candidato tinha conhecimento ou participou diretamente da irregularidade, isso poderá resultar em sua inelegibilidade.
No Maranhão o primeiro candidato que poderá ter o registro cassado é o ex-diretor do Procon, Duarte Júnior, que desde os primeiros dias de campanha, vem se beneficiando de influenciadores digitais, como é o caso do perfil no Instagram, “Sensacionalista slz”.
Duarte faz lives quase que diárias com influenciadores, e isso poderá complicar e muito a sua campanha.
As procuradorias eleitorais analisam as informações sobre eventuais irregularidades envolvendo o pagamento de influenciadores em redes sociais para fazer campanha para candidatos petistas nas eleições 2018 para instaurar procedimento.
Segundo resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), “é vedada a veiculação de qualquer tipo de propaganda eleitoral paga na internet, excetuado o impulsionamento de conteúdos, desde que identificado de forma inequívoca como tal e contratado exclusivamente por partidos políticos, coligações e candidatos e seus representantes”.