quarta-feira, 13 de junho de 2018

Pacificação política em Pinheiro [pelo menos por enquanto]


O governador Flávio Dino intermediou ontem, durante encontro no Palácio dos Leões, o que pode ser classificada como uma espécie de pacificação entre grupos políticos que militam no município de Pinheiro, na Baixada Maranhense.
O comunista recebeu o prefeito Luciano Genésio e o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto.
Genésio e Neto estão em campos opostos na cidade e, vez por outra, trocam farpas pelos mais variados meios, inclusive pela imprensa.
O imbróglio vinha desde 2016, quando Luciano bateu nas urnas o médico Leonardo Sá, que tinha como candidata a vice-prefeita a esposa de Othelino, Ana Paula Lobato.
A reunião transcorreu da melhor maneira possível e encerrou-se com os três políticos batendo o martelo e firmando um pacto de união em favor da cidade e do seu povo.
Até o ex-prefeito de Presidente Sarney, Penaldon Jorge, que hoje ocupa o cargo de superintendente de Articulação Política da Baixada, se fez presente e chancelou a trégua.
Penaldon também faz política em Pinheiro e, vez por outra, age nos bastidores para tentar prejudicar a gestão de Genésio.
O encontro também serviu para amenizar o impacto negativo de uma entrevista dada recentemente pelo pai de Luciano, o ex-prefeito Zé Genésio, na qual ele teceu inúmeros “elogios” a Flávio Dino.
A pacificação política em Pinheiro, portanto, está estabelecida – pelo menos até o início do ano que vem, quando os grupos políticos já estarão voltados para a sucessão municipal de 2020.