sexta-feira, 15 de junho de 2018

HU-UFMA oferecerá novo exame à população maranhense


Trata-se da densitometria óssea, exame de alta-complexidade que detecta a perda da massa óssea
Com o objetivo de oferecer à população maranhense um atendimento diferenciado no que diz respeito aos exames de alta complexidade, o Hospital Universitário da UFMA (HU-UFMA), vinculado a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) iniciou na manhã desta quarta-feira, 13, a oferta do exame de densitometria óssea.  Ele é ideal para o diagnóstico da osteoporose e outras doenças dos ossos por detectar a redução da massa óssea de maneira precoce.
A inauguração contou com a participação da superintendente do HU-UFMA, Joyce Santos Lages, da chefe da Divisão de Apoio Diagnóstico e Terapêutico, Ana Luiza Bezelga, da chefe do Setor de Apoio Diagnóstico, Frankcelina Sandra de Sousa, da administradora da Unidade de Diagnóstico por Imagem, Simone do Nascimento Braz, do responsável técnico da categoria médica da Unidade de Diagnóstico por Imagem, Nivaldo Borges, entre outros gestores e profissionais que prestigiaram o ato simbólico.
A aposentada Raimunda Maria Campos, 72, foi uma das primeiras pacientes a passar pelo exame após sua inauguração. Ela mora em Cururupu, a cerca de 214 km de São Luís, e precisa fazer o exame pois sofre com artrose, artrite e reumatismo. Ela destacou a alegria em poder contar com mais uma opção de local para fazer esse acompanhamento “É muito bom saber que a população terá a oportunidade de fazer esse exame aqui também, a área da saúde precisa desses investimentos” pontua.
Há dois anos, o HU-UFMA por meio de parceria com o departamento de Saúde Pública recebeu o equipamento voltado para a pesquisa do Serviço de Endocrinologia. Diante da necessidade da população, o hospital conseguiu inserir a realização desse exame na grade para toda a população. A administradora da Unidade de Diagnóstico por Imagem, Simone do Nascimento Braz explica como irá funcionar esse novo atendimento “À princípio, ele será realizado de segunda a quinta-feira pela manhã, para os pacientes devidamente indicados para a realização do exame. Com essa nova conquista, o setor passa a oferecer três exames de alta complexidade, os outros são tomografia e ressonância”.
A superintendente do HU-UFMA, Joyce Santos Lages, reforça que cada melhoria na prestação dos serviços é fundamental “Temos um hospital de excelência, que muito contribui para a saúde do estado, por isso a preocupação da gestão em oferecer o que há de melhor na área. E hoje estamos oficialmente inaugurando mais um exame de alta complexidade que muito irá contribuir com aqueles que necessitam dos atendimentos oferecidos pelo SUS”.
O exame é realizado em uma sala com um técnico habilitado no qual o paciente fica deitado em uma mesa e o aparelho percorre a parte superior do corpo com a radiação. A parte inferior da mesa capta e transfere os dados para o computador. A endocrinologista Sabrina da Silva Damianse, explica que é o método mais utilizado para avaliar a densidade mineral dos ossos e compará-la com padrões da idade e sexo do paciente “O exame é considerado importante para avaliar o risco de osteoporose e deve ser realizado nas mulheres com 65 anos, e nos homens com 70 anos. Caso apresentem fatores de risco, em ambos os casos, o exame deve ser solicitado antes”.