quinta-feira, 3 de maio de 2018

Senado: Márcio Jardim aponta dificuldades para o PT chancelar nome de Eliziane Gama

Figurando como a legenda que oferece o maior tempo de televisão ao governador Flávio Dino (PC do B) na propaganda eleitoral gratuita deste ano, o PT não deverá chancelar a indicação do comunista que quer a deputada federal Eliziane Gama (PPS) como o seu segundo nome na chapa senatorial que estará atrelada ao seu projeto de reeleição.
Pelo menos este é o entendimento do petista histórico e ex-secretário estadual de Esporte e Lazer, Márcio Jardim.
Em entrevista ao programa Resenha, da TV Difusora, Jardim apontou as dificuldades que o partido enxerga para apoiar a evangélica para o Senado.
“Tem meu respeito, meu apresso pessoal, sou amigo dela. É legítima a sua postulação. Mas nós temos um critério de não apoiar candidaturas que são responsáveis por este estado que vive o país”, afirmou referindo-se ao fato da parlamentar ter votado a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, além de ter causado constrangimento ao ex-presidente Lula ao ter solicitado, durante a CPI da Petrobras, uma acareação entre o petista e seus delatores.
Márcio Jardim afirmou que o PT continua trabalhando para indicar um nome na chapa majoritária de Flávio Dino – vice-governador ou segundo nome ao Senado – e confirmou que está mantida a sua pré-candidatura à Câmara Alta.
Abaixo, confira a entrevista concedida ao jornalista Itevaldo Júnior.