quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Deputado Wellington se reúne com Ministério Público para discutir impactos da implantação de presídio em Carolina



Cumprindo compromissos firmados com a população, o deputado estadual progressista Wellington do Curso se reuniu, na tarde da última terça-feira (21), com membro do Ministério Público do município de Carolina, promotor de Justiça Marco Túlio Rodrigues Lopes, para tratar sobre a implantação da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) no município. Esteve também presente o secretário de Administração Penitenciária, Murilo Andrade de Oliveira, além de membros da sociedade civil.

Na ocasião, Wellington, que já realizou uma audiência ainda em 2017 para tratar sobre as consequências da implantação de um presídio,  deixou claro que o cumprimento da Lei deve ser obedecido.

“A construção de uma unidade prisional é sim algo necessário e não somos contrários a isso. No entanto, não se pode colocar uma Unidade dessa, por exemplo, no centro de uma cidade. São aspectos que devem ser avaliados de modo que a população se sinta segura. Considero relevante a participação do Ministério Público nesse embate e espero que, ao final, seja adotada a providência com menos impactos negativos. A população não pode ser penalizada”, afirmou o deputado Wellington.

O promotor de justiça, durante a audiência, requisitou documentos ao secretário que comprovem oficialmente a que se destina a unidade prisional: se será uma cadeia pública para presos provisórios ou uma unidade de ressocialização de condenados de Justiça. A Secretaria também deverá apresentar Estudos de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental do estabelecimento penal no Bairro Cibrazém, além de apresentar Estudos de Impacto de Vizinhança e estudos técnicos da eficiência e eficácia do programa em outras localidades.