segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Advogados rompem com Thiago Diaz, condenam sua postura tirana e o deixam mais isolado na OAB/MA

Charles Dias e Hélio Maia também criticaram o que eles classificaram de “sede de poder” por parte do jovem presidente da entidade.
Ex-aliados, Charles disparou contra Thiago: “tem sede de poder”.
É extremamente periclitante a situação do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Maranhão, Thiago Diaz.
O jovem advogado, cuja gestão é considerada pela categoria como a mais desastrosa da história recente da entidade, ficou ainda mais isolado com os posicionamentos recentes dos advogados Charles Dias e Hélio Maia, conselheiro federal e conselheiro estadual, respectivamente, que anunciaram suas saídas do que ainda resta do grupo que presta apoio a Diaz.
Charles e Hélio – este último também pediu demissão da presidência da Comissão de Direitos à Saúde – criticaram veementemente mais uma demonstração de postura tirana adotada por Thiago.
Foi o bastante para Thiago Diaz, de acordo com Charles e Hélio, promover uma verdadeira devassa e destituir da direção da entidade causídicos que assinaram o manifesto.
“A recente postura de Thiago Diaz, de destituir das comissões da OAB, sem nenhuma justificativa plausível os advogados que assinaram o termo de reafirmação da posição contrária à reeleição do presidente, assumida na campanha, a despeito de todo o competente e elogiável trabalho que esses advogados vinham desenvolvendo, afasta da gestão o grupo do qual faço parte, impondo-nos uma tomada de decisão em relação as próximas eleições para o Conselho Seccional da OAB/MA”, afirmou o conselheiro federal, que foi um dos principais apoiadores do atual presidente na sua campanha vitoriosa de 2015.
“O recente posicionamento do Presidente da OAB-MA, Thiago Diaz, em retaliar colegas da atual Gestão, destituindo-os por simplesmente não apoiarem a sua recondução à Presidência da Ordem, me fez repensar sobre minha permanência a frente da Presidência da Comissão de Direito à Saúde. Comissão essa, que na Gestão passada só existia no papel e hoje, de forma atuante e diligente, vem mostrando diversas ações. Portanto, assinei hoje e comunico aos colegas, minha demissão da Presidência da Comissão de Direito à Saúde, por não mais existir identidade de propósito entre eu e o Presidente Thiago Diaz”, disparou Maia.
Mesmo isolado e apresentando índices estratosféricos de rejeição, Thiago Diaz ainda sustenta o projeto de reeleger-se para mais um triênio no pleito que será realizado em novembro – situação que contraria o que ele pregou na campanha na qual venceu a advogada Valéria Lauande.
Abaixo, veja os vídeos gravados por Charles Dias e Hélio Maia
Leia também: