quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Marcial Lima defende rescisão de contratos do poder público com terceirizadas que atrasam salários

Marcial Lima não crê poder público não cumpra obrigações contratuais
Em recente pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal de São Luís, o vereador Marcial Lima (PEN) defendeu a rescisão dos contratos de terceirização firmados pelo poder público nas esferas municipal, estadual e federal com empresas que costuma atrasar os salários dos seus empregados.
Marcial citou o exemplo da Supritech, empresa que presta serviço à Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), denunciada por atrasar com frequência os vencimentos dos seus colaboradores.
O vereador considera improvável que um órgão federal como o Incra não cumpra sua obrigação de repassar as parcelas contratuais às suas terceirizadas. Da mesma forma, diz não acreditar que tais pendências ocorram nas administrações estadual e municipal. Por isso, defende a rescisão contratual imediata, de modo a impedir mais prejuízos aos trabalhadores. Assista: