sábado, 4 de novembro de 2017

Roseana confirma que enfrentará Flávio Dino na eleição para o governo


Roseana confirmou, finalmente, que disputará a eleição ao governo
A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) confirmou que é pré-candidata a voltar a ocupar o Palácio dos Leões. Ela afirmou que só uma catástrofe a excluirá da disputa contra o governador Flávio Dino (PCdoB). Ela se colocou à inteira disposição do seu grupo político para liderar uma aliança para concorrer nas urnas com os comunistas.
O anúncio da pré-candidatura de Roseana foi feito agora há pouco, pelos jornalistas Gilberto Léda (Jornal O Estado do Maranhão) e Jorge Aragão (Mirante AM), apresentado pelo âncora Geraldo Castro, na Rádio Mirante AM.
“Não sou se fugir de lutas e embates. Já demonstrei minha capacidade administrativa e de articulação política”, declarou Roseana em breve comunicado por meio do qual informou, oficialmente, que disputará mais uma vez a eleição para o governo.
Ao confirmar seu nome na disputa pelo governo, Roseana se junta a outros três nomes já confirmados na sucessão estadual: Flávio Dino (PCdoB), Maura Jorge (Podemos) e Roberto Rocha (PSDB). O ex-secretário de Estado da Saúde, ex-prefeito de Coroatá e ex-deputad0 Ricardo Murad anunciou que concorrerá ao pleito majoritário e, pelo que tem sinalizado, será mais um nome no páreo.
Senado
Os dois nomes que comporão a chapa para o Senado na aliança liderada por Roseana também já estão definidos. O grupo comandado pela peemedebista terá como candidatos à Câmara Alta serão o senador Edison Lobão e o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho.
Quanto ao senador João Alberto, que a princípio disputaria a reeleição, a informação repassada por ele próprio ao repórter Gilberto Léda é de que se colocará à disposição para contribuir da melhor forma com o projeto político do grupo.
Segue, na íntegra, o comunicado em que Roseana confirma oficialmente sua pré-candidatura ao governo:
“Após muito refletir sobre o momento político do Brasil e do Maranhão, seus problemas e desafios, e entendendo o desejo dos maranhenses que reconhecem o trabalho que realizei ao longo de inúmeros mandatos que exerci, coloco o meu nome à disposição do meu partido, dos políticos, correligionários e das lideranças da sociedade civil, para construirmos juntos uma alternativa de poder a fim de disputar as próximas eleições para o governo do Maranhão.
Não sou de fugir de lutas e embates. Já demonstrei minha honestidade, seriedade, experiência, equilíbrio, capacidade administrativa e liderança política. É urgente recolocar o Maranhão na trilha do desenvolvimento econômico, do emprego, de mais oportunidades e cuidado com os que mais 
precisam.
Não aceito demagogia, oportunismo, prepotência e perseguições.
O povo maranhense saberá, no momento certo, nos indicar o melhor caminho a seguir”