sexta-feira, 7 de julho de 2017

”A cultura do Maranhão reflete a força do nosso povo”, diz deputado Wellington durante sessão solene em homenagem aos 120 anos do Boi da Maioba



Cores, matracas e pandeirões encheram o plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão. Com o intuito de homenagear os 120 anos do Boi da Maioba, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) realizou sessão solene, na última quinta-feira (6).
A homenagem inicou com a apresentação do cantor maranhense Roberto Ricci e do cantador do grupo, Marquinhos, que entoaram toadas consagradas do Boi da Maioba, deixando o Plenário em clima de São João, refletindo a energia e a força da cultura maranhense.

Na oportunidade, José Inaldo Ferreira, presidente do Boi da Maioba, agradeceu a homenagem e o reconhecimento da Assembleia Legislativa feito por meio do deputado estadual Wellington.

“É um momento extremamente importante para a nação maiobeira e para toda a Maioba. Já fomos homenageados pela Câmara Federal, pela Câmara Municipal de Paço do Lumiar, pela Câmara Municipal de São Luís e, agora, pela Assembleia Legislativa. São homenagens que ficam nos anais da história do Boi da Maioba”, disse Inaldo.

Durante a solenidade, o deputado Wellington também entregou uma placa comemorativa em homenagem aos 120 anos do grupo.


"A cultura do Maranhão reflete a força do nossos povo. Esta homenagem é apenas parte do nosso reconhecimento a cada brincante, a cada músico, a cada tocador por se dedicar a fomentar a cultura do nosso Estado há anos. O ‘Batalhão Pesado do Boi da Maioba’, como é chamado, tem uma história forte que leva o nome do nosso Maranhão e da nossa cultura popular. São 120 anos de história e 94 anos só de cortejo no João Paulo, no Festejo de São Marçal. As festividades de junho afloram em São Luís e em todo o Estado e, com certeza, atraem a atenção de turistas e de todo o mundo. Investir na cultura é investir na identidade do nosso Maranhão”, disse Wellington.

Em defesa da cultura do Maranhão, Wellington destinou, no início da sessão legislativa de 2017, o valor equivalente a R$800.000,00 (oitocentos mil reais) de suas emendas parlamentares a serem aplicados na cultura local. Cabe, portanto, ao Governo do Estado a liberação de tal valor.