sexta-feira, 9 de junho de 2017

Vereador Marcial Lima realiza audiência com moradores do Complexo do Sacavém

Vereador Marcial Lima cobrou solução de problemas do pólo Sacavém
Com o objetivo de solucionar problemas no Complexo do Sacavém, área onde estão os bairros do Sacavém, Filipinho, Salinas do Sacavém, Coheb, Sítio Leal entre outros, a Câmara Municipal de São Luís realizou uma audiência pública para debater assuntos relacionados à segurança, à infraestrutura e ao trânsito na região. O vereador Marcial Lima (PEN) foi o autor do requerimento 307/2017 que solicitou a audiência.
Além de Marcial Lima, a audiência pública contou com a presença de outros vereadores, representantes da Polícia Militar, Defensoria Pública, Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) e das associações de moradores da região. A principal ausência foi do secretário municipal de Obras, Antônio Araújo Costa, que não justificou o motivo por ter faltado à audiência.
Em seu discurso inicial, o vereador Marcial Lima destacou a importância em se realizar audiências públicas sobre as problemáticas dos bairros da capital. Ele afirmou que a recorrente reclamação dos moradores com relação às condições de infraestrutura daquela região aliada à falta de segurança são algumas das principais dificuldades diárias. Por esse motivo, o momento é de unir a Câmara aos anseios das comunidades.
“Temos que nos unir em torno das comunidades de São Luís. Aqui temos muitos vereadores que são comunitários. A Câmara Municipal está aberta para as discussões. Temos debatido muitos assuntos bons. Importante é que a gente melhore a nossa cidade. A avenida dos Africanos precisa melhorar, os bairros do entorno precisam melhorar”, disse o vereador.
Durante o debate na Câmara Municipal, foram definidas algumas ações para reduzir a violência e insegurança nos bairros que formam o Complexo do Sacavém. A SMTT também se comprometeu a avaliar as condições do trânsito da região, como a questão das sinalizações verticais e horizontais. Já a Defensoria Pública garantiu levar para as comunidades dois projetos sociais: o “Ônibus-Escritório” e o “Defensores do Saneamento”.