quinta-feira, 22 de junho de 2017

Gestores do IFMA apresentam projetos estratégicos


     Reitor Roberto Brandão debate com colegiado do Instituto sobre pautas da reunião
Os gestores do Instituto Federal do Maranhão avançaram no planejamento estratégico da instituição, com a divulgação de iniciativas a serem desenvolvidas por diferentes setores. Durante a 72ª reunião ordinária do Colégio de Dirigentes (COLDIR), ocorrida na segunda-feira (19), em São Luís, foi apresentado um portfólio de 17 projetos estratégicos (ver abaixo) que serão implantados nas próximas etapas do processo. O órgão colegiado debateu ainda sobre parceria entre o IFMA e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), para a promoção de um programa de educação empreendedora nos campi, dentre outras pautas.
Na abertura da reunião, o reitor Roberto Brandão apresentou os representantes do Sebrae convidados para tratar das ações de educação empreendedora desenvolvidas pela organização, com a qual o IFMA busca firmar convênio para desenvolver atividades nos campi, engajando professores e alunos. “Podemos ser empreendedores em qualquer espaço onde estivermos, e o Sebrae está interessado em fomentar o empreendedorismo em parceria com o Instituto”, disse Raissa Amaral, coordenadora do Programa Nacional de Educação Empreendedora. Referindo-se à presença das 29 unidades do IFMA no Estado, ela destacou que a proposta de fomentar habilidades e competências nessa área levam ao protagonismo do público envolvido, além dos impactos no desenvolvimento dos municípios.

Diretores do Sebrae/MA enfatizaram parceria com o IFMA para a promoção do empreendedorismo

“O IFMA é uma instituição que tem papel de referência no Maranhão, e temos certeza de que podemos dar um salto qualitativo [com a parceria]”, avaliou João Batista Martins, diretor superintendente do Sebrae, apontando que a aproximação entre instituições com foco na gestão estratégica e baseada em uma agenda positiva se reflete na melhora dos indicadores socioeconômicos, como se observa em outros estados brasileiros. Em relação ao Instituto, o diretor considerou que a promoção do empreendedorismo no ambiente escolar estimula os alunos a almejarem iniciar atividades produtivas próprias, como alternativa ao ingresso no mercado de trabalho como empregados de empresas ou do setor público. Do Sebrae, participaram ainda do encontro do COLDIR o diretor técnico José de Ribamar Morais, a assessora da superintendência Miosótis Lúcio, e a gerente da unidade de soluções e interlocuções, Geovana Figueiredo.
Informes
Em prosseguimento à reunião de dirigentes, Roberto Brandão informou sobre o as negociações com as esferas ministeriais (Educação e Planejamento), a fim de garantir a execução de recursos orçamentários do Instituto, previstos em legislação para o exercício de 2017, em vista da atual conjuntura político-econômica do país.
O reitor tratou ainda dos grupos de trabalho (GT) formados por integrantes da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC) e do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), presidido por ele. Os grupos vêm discutindo sobre três temas de interesse para o IFMA: a Portaria MEC N° 246, que define normas e parâmetros para a implementação do modelo criado com o fim de dimensionar cargos efetivos, cargos de direção e funções gratificadas e comissionadas no âmbito da Rede Federal; a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), entregue em abril ao Conselho Nacional de Educação (CNE), o qual irá elaborar parecer sobre o documento; e a reforma do Ensino Médio, que terá efeitos sobre o projeto dos cursos técnicos integrados oferecidos pelas instituições.
Roberto Brandão também apresentou o professor Valdir Mariano de Souza como coordenador-geral no Instituto do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que ampliará a oferta de cursos pela pactuação do MedioTec, a partir da educação a distância. “Este é um processo de transição em toda a estrutura do Pronatec”, disse o novo coordenador, convidando os diretores de campi a enviarem representantes ao 2º Seminário de Educação a Distância, evento organizado pelo Centro de Referência em Tecnologias, Educação a Distância e Projetos Especiais (CERTEC), com realização de 22 a 24 de junho (quinta-feira a sábado).
No fim da reunião, Jackellyne Georgia Leite, diretora-geral do Campus Timon, informou sobre a realização do Instituto Cidadão, ação social voltada para a prestação de serviços gratuitos, que se realizou pela primeira vez na unidade, entre os dias 11 e 14 de junho, com o envolvimento de alunos e comunidade externa. A gestora participou também a recente avaliação pelo MEC do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas ofertado pelo campus, que obteve nota 4 (anteriormente 3).
Projetos estratégicos
Antes da apresentação dos projetos que integram o planejamento estratégico do Instituto, pelos respectivos líderes de cada iniciativa, Roberto Brandão fez um balanço do processo, conduzido com a consultoria da organização Steinbeis-SIBE do Brasil. Segundo o reitor, foram realizados fóruns de planejamento em 16 campi do IFMA, que contribuíram para identificar os potenciais de cada unidade, tendo o último ocorrido na semana anterior, no Campus Maracanã. Ele destacou ainda a articulação entre o setor produtivo e o Instituto, e a ampliação das dimensões de ensino, extensão, pesquisa e inovação.
Roberto Brandão considerou que os projetos foram definidos na construção coletiva do mapa estratégico, no decorrer das oficinas de planejamento, e irão estruturar esse processo, demonstrando os avanços da gestão e consolidando ações voltadas para a melhoria dos resultados alcançados pelo IFMA, com a execução das iniciativas nos campi. No entanto, Roberto Brandão ressaltou que o portfólio apresentado na reunião do COLDIR poderá ser ampliado com a inclusão de novas propostas, ou no desenvolvimento de subprojetos relacionados. O gestor informou que as lideranças passarão por capacitação baseada em metodologia da Steinbeis-SIBE, que vai monitorar os resultados. Quanto aos recursos para a execução, ele considerou a possibilidade de se buscarem outras fontes além do orçamento do Instituto.

Pró-reitor Carlos César Teixeira (PROPLADI) inicia apresentação do portfólio de projetos estratégicos

Sobre os projetos, o titular da Pró-reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (PROPLADI), Carlos César Teixeira, enfatizou a importância de os dirigentes tomarem conhecimento do conteúdo de cada iniciativa, com prazos e valores envolvidos, para terem ciência de sua responsabilidade em disseminar nos campi o processo em andamento. “A execução do planejamento estratégico não é da Reitoria ou das pró-reitorias, mas de todos que fazem parte do Instituto”, disse o gestor, ressaltando que dessa forma se concretizarão de fato as etapas que vêm sendo planejadas.
A próxima reunião ordinária do Colégio de Dirigentes está agendada para o dia 14 de julho (sexta-feira), no campus do IFMA em Pinheiro, região da Baixada Maranhense.
Portfólio de Projetos Estratégicos
(Líderes e descrição)
– Observatório dos APLs (Fernando Lima – Pró-reitoria de Extensão e Relações Institucionais/PROEXT): Mapeamento e monitoramento de potencialidades (arranjos produtivos locais) das regiões onde estão instalados os campi, com fins de reordenar a oferta de cursos.
– IFMA no Mundo (Fernando Lima): Acompanhamento de egressos para identificar dinâmica no acesso ao mercado de trabalho e em atividades de empreendedorismo.
– IFMA Sustentável (Fernando Lima): Elaboração de política de eficiência energética e adoção de fontes alternativas de energia e reciclagem de água e resíduos nas unidades.
– Centro de Formação dos Servidores do IFMA (Carlos César Teixeira – Pró-reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional/PROPLADI): Voltado para a qualificação do quadro funcional do Instituto, através de cursos e treinamentos.
– IFMA Digital (Simone dos Santos – Centro de Referência em Tecnologias, Educação a Distância e Projetos Especiais/CERTEC): Plataforma educacional para oferta de cursos e módulos a distância.
– Fábrica de Inovação (Natilene Brito – Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação/PRPGI): Construção de ambiente para a geração de ideias e projetos inovadores, com base no trabalho interdisciplinar, pesquisa aplicada e colaboração empresarial e da comunidade, com envolvimento de alunos.
– Gestão do Conhecimento (Humberto Guimarães – Pró-reitoria de Administração/PROAD): Definição de modelo de gestão do conhecimento e aplicação para um ou mais conhecimentos críticos como piloto.
– TV IFMA (Makfferismar dos Santos – Assessoria de Comunicação/ASCOM): Implementação e gerenciamento de equipe para a produção de vídeos institucionais, divulgados em canal da rede social Youtube.
– Rádio IFMA (Makfferismar dos Santos): Criação de canal de comunicação sonora via web, com a produção de conteúdo no formato de podcasts, para compartilhamento em rede (SoundCloud).
– INTRANET IFMA (William Corrêa – Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação/DIGTI): Aprimoramento da comunicação interna e externa do Instituto, atualmente executadas pelo Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP) e Portal do Servidor.
– Processos Eletrônicos (William Corrêa): Desenvolvimento de sistema para agilizar a tramitação eletrônica de processos.
– SUAP EDU (William Corrêa): Módulo de ensino a ser implantado no SUAP, consiste de sistema em ambiente web para substituição gradual do Q-Acadêmico.
– Sistema de Gestão de Tarefas (Berto de Tacio Gomes – CERTEC): Acompanhamento de prazos e andamento de processos em tramitação e tarefas em desenvolvimento.
– Campus Referência (Berto de Tacio Gomes): Levantamento de necessidades (obras, equipamentos, informática, dentre outras) para dotar os campi com infraestrutura adequada para as ações de ensino, extensão, pesquisa e inovação.
– Escritório de Processos (Humberto Guimarães): Implantação de unidade de apoio ao incremento de maturidade da gestão dos processos.
– Laboratórios Inteligentes (Gedeon Reis – Editora IFMA/EdIFMA): Adequação e consolidação de infraestrutura administrativa, acadêmica e tecnológica, com o objetivo de otimizar equipamentos laboratoriais instalados nos campi, integrando grupos de pesquisa, extensão e ensino.
– Mulheres Mil (Dayse Araújo – Diretoria de Assuntos Estudantis/DAE): Ações inclusivas voltadas para o empoderamento de mulheres em situação de risco e vulnerabilidade, pela qualificação baseada nos arranjos produtivos locais e na formação cidadã.