quarta-feira, 15 de março de 2017

Vereador Honorato reforça debate sobre violência e ressalta ações do sistema de segurança do governo Flávio Dino


 
Na manhã desta terça-feira (14), utilizando a tribuna da Câmara Municipal de São Luís, o vereador Honorato Fernandes (PT) ressaltou a importância do tema da violência ser pautado pelo Legislativo Municipal e destacou as ações do sistema de segurança no combate ao crime.
O parlamentar iniciou o pronunciamento elogiando os vereadores Marcial Lima (PEN) e Gaguinho (PHS) por discutirem a questão da segurança, durante sessão realizada no dia anterior.
“Gostaria de parabenizá-los por estarem atentos a esta realidade e endossarem o debate acerca da segurança, apresentando as dificuldades e destacando a necessidade de lutarmos em prol do combate à violência”, afirmou o vereador, pontuando, no entanto, que “o problema da insegurança é fruto único e exclusivamente da desigualdade social instalada ao longo de anos, gerada pela negação de direitos devido à ausência de politicas publicas”, disse Honorato, que ressaltou ainda a importância das medidas repressivas, mas também do investimento em ações de combate às causas da violência. “Por isso, assim como as medidas de repressão, todo investimento em ações de combate às causas da insegurança e da violência merecem ser exaltados”, destacou o parlamentar.
Dando sequência ao pronunciamento, o vereador falou das criticas que o sistema de segurança do Estado vem sendo alvo, frisando, entretanto, a efetividade das ações empreendidas pelo mesmo.
“Tenho visto muitas criticas ao sistema de segurança. De fato nós temos muitos problemas com relação à segurança no nosso Estado, mas precisamos reconhecer também as ações positivas do sistema de segurança, a exemplo da operação realizada há quase uma semana no bairro da Camboa, onde o tráfico atuava de forma assombrosa”, afirmou.
Honorato também prestou solidariedade e se manifestou em defesa do ex-delegado geral Augusto Barros e do atual delegado geral Lawrence Melo, julgados e condenados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) na apreciação das contas de adiantamentos / suprimentos de fundos de caráter sigilosos da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), referentes ao exercício de 2015 da Delegacia Geral da Polícia Civil.
“Gostaria de prestar minha solidariedade ao ex-delegado geral Augusto Barros e ao atual delegado geral Lawrence Melo e dizer que todo processo cabe defesa. Por isso, hoje, quero entrar em defesa dos dois delegados, pois reconheço neles dois homens honrados e delegados comprometidos no combate ao crime”, disse o parlamentar.
O vereador explicou ainda que tais recursos de caráter sigiloso, alvos da apreciação do TCE, são aplicados, exclusivamente, para a execução de operações secretas da segurança pública, citando o exemplo de uma operação do serviço de inteligência da polícia que interceptou a ação de um grande assaltante de banco, quando planejava o sequestro do filho de um grande empresário de uma rede de supermercados.
“Lembro que, há quase um ano, o serviço de inteligência da polícia identificou a atuação de um famoso assaltante de banco conhecido por Saron, quando criava um cativeiro, na tentativa de sequestrar o filho de um grande empresário de uma rede de supermercados. Foi através desses recursos de caráter secreto apreciados pelo TCE que esta e diversas missões especiais da polícia foram realizadas”, explicou o vereador, que finalizou o pronunciamento, ratificando a idoneidade dos delegados e assegurando a inocência dos mesmos.
“Tenho certeza que, após apresentado o pedido de reconsideração junto ao Tribunal de Contas, os dois delegados terão as suas contas reavaliadas de forma positiva, fazendo jus àquilo que é legítimo da personalidade destes dois homens e das ações do Governo Flávio Dino.”, finalizou.