quinta-feira, 23 de março de 2017

Mês de março é marcado com a realização de oficinas para mulheres em São José de Ribamar


Em alusão as comemorações pelo mês de março, período dedicado às mulheres, a Prefeitura de São José de Ribamar por meio da Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Renda, SEMAS, em parceria com a Secretaria Estadual da Mulher levou o projeto Ônibus Lilás para as comunidades do Juçatuba e São José dos Ìndios.
O projeto que é direcionado para o alcance de mulheres da zona rural, disponibilizou serviços voltados a saúde da mulher, além de palestras sobre a Lei Maria da Penha, Enfrentamento Contra Violência Doméstica e oferta de atendimento psicológico.
Para a assessora especial da secretaria estadual da mulher, Graziele Ferreira, mais do que aproximar as mulheres do poder público, o projeto possibilita um maior empoderamento para que elas conheçam seus direitos e lutem por eles no dia a dia. “O objetivo do projeto remete exatamente a garantia de poder estacionar o Ônibus Lilás nas comunidades mais longínquas e de difícil acesso e assim levar os mais variados serviços e informação. É um instrumento acessível a todas elas, que oferece cidadania e conhecimento dos seus direitos”, disse.
Ônibus Lilás
Equipado para o atendimento e oferta de serviços, o projeto levou serviços voltados a saúde e informação de doenças sexualmente transmissíveis, noções de higiene, testes rápidos de glicemia e diabetes, aferição de pressão, e distribuição de preservativos. O ônibus Lilás também ofertou oficinas voltadas a beleza e cuidados com a pele, geração de renda, e artesanato, a exemplo da confecção de vários produtos a partir da palha do buriti.
Ofertas, que segundo a secretária de assistência social, trabalho e renda, Sônia, serão de grande utilidade para as famílias, “estamos promovendo atividades, mas sobretudo, cidadania. O cuidado com as mulheres melhora a qualidade de vida, eleva a alto estima e gera emprego para as famílias da região a partir de novas ferramentas”, concluiu.
O Projeto Ônibus Lilás possibilitou o atendimento de quase 200 mulheres, além de crianças, adolescentes e homens que receberam orientação na área da saúde.