quarta-feira, 1 de março de 2017

Após 33 anos, Portela vence o título do Carnaval do Rio


Sob o comando de Paulo Barros, a Portela falou sobre rios (Foto: Dhavid Normando/Futura Press)

Em ano marcado por graves acidentes no Sambódromo do Rio de Janeiro, que deixaram ao menos 32 pessoas feridas, a Portela sagrou-se campeã pela 22ª vez. A escola de samba não vencia desde 1984.
Sob o comando de Paulo Barros, a Portela falou em seu enredo sobre rios. O título fez referência a um dos grandes nomes da escola, Paulinho da Viola, com o lema “Foi um rio que passou em minha vida e meu coração se deixou levar”, versos de uma de suas mais conhecidas canções. Além disso, abordou as civilizações que iniciaram seus processos de organização social ao leito de rios e fez referência à tragédia na barragem da Samarco com o carro alegórico “Um Rio que Era Doce”.