quarta-feira, 8 de março de 2017

Adriana Carvalho, uma Mulher



                                     Foto/Legenda: Pocket show com Adriana Carvalho.
Nascida em um berço matriarcal Adriana Oliveira Carvalho hoje com 45 anos é uma mulher que está lutando para ser feliz, consciente do seu papel na sociedade enquanto mãe, mulher e profissional. Graduada em Engenharia Civil, fez mestrado em Engenharia Mecânica e faz doutorado também  em Engenharia Mecânica, na Unicamp. Sempre interessada no comportamento humano, buscou uma formação paralela, e logo cedo foi a primeira
coach do Estado do Maranhão. Completou depois a formação máxima em Neurolinguística, sendo portanto, trainer em PNL.
Começou a trabalhar como coach com temas coorporativos, mas virou referência como coach feminino, pela sua forma irreverente de fazer palestras dançando e interpretando papéis femininos que retratam o dia a dia das mulheres, com suas delícias e seus desafios. Esse formato a tirou do cenário maranhense, e a levou para vários locais do nosso país.
Adriana Carvalho conta que foi algo natural começar a trabalhar com o público feminino “Deus me deu essa oportunidade, e eu me sinto na obrigação de trocar o que aprendi com as mulheres da minha terra”.
Ela nos revela que já foi muito místico esse assunto de empoderamento, de ir pra rua, rasgar sutiã e ser igual ao homem. Na opinião dela: “Não tem nada disso, homem é homem e mulher é mulher, cada um tem seu lugar e papel na sociedade. Eu  quero ser respeitada enquanto ser humano, enquanto uma profissional competente e pela mulher que sou", conta ela.
Adriana é empresaria, dá aula em dois cursos de graduação em Engenharia, e está iniciando a Tese do seu segundo doutorado, além de tentar (risos) escrever dois livros, faz teatro, dança, ministra  palestras, faz consultorias e ainda têm 3 filhos adolescentes. Mas, como gosta de dizer, lógico que  não faz tudo ao mesmo tempo, e afirma “não sou um exemplo de organização, mas vou me dividindo e tenho uma equipe que me ajuda nesse enfrentamento.”
Tem como  influenciadores  seu pai e sua mãe, “tudo o que sou hoje, eu devo ao meu pai, mas a referência de mulher forte de ir pra luta, como eu gosto de dizer:  "Arrancar poste com o dente, vem dá minha mãe”.
O Pocket Show Papo de Mulher 2017, que será apresentado nos dias 07( sessão esgotada), 08 e 09 de março no Salomé Bar da Lagoa às 19:29, vem com um modelo diferente. Completando uma década de atuação, sai do formato de palestra-show, para um projeto mais intimista, que dá a oportunidade da mulher se aproximar e assim trocar mais informações. É um processo de maturidade de vida e maturidade profissional. Como ela diz: "me percebo tomando a coragem de me desligar mais da personagem professora/palestrante e a começar a ser a Adriana, mostrando genuinamente, o que  vi e vivi". Desta forma assume mais a veia artística, e mesmo com os laços acadêmicos ainda fortes, aos poucos vai se   deligando da postura acadêmica e se assumindo mais artista. Lembrou de uma frase (que sempre usa nas dificuldades da vida ou mesmo quando decide mudanças de rumo) de uma das suas poesias que certamente estará no livro que vem escrevendo: "sei que me reinvento, todas as vezes que  tenho necessidade..."
Quando pedimos pra ela um perfil resumido, disse:

Academicamente Doutoranda em Engenharia Mecânica, Coach especialista em temas femininos e Trainer em PNL.