quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

“Estou na base governista, mas toda vez que tiver que decidir entre o governo e o povo, ficarei ao lado do povo", afirma Wellington ao solicitar que governo não aumente impostos


O deputado estadual Wellington do Curso (PP) voltou a confirmar seu voto contra o aumento das alíquotas de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no Maranhão. O discurso foi feito na sessão da manhã desta terça-feira (20), na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Na oportunidade, Wellington afirmou que tem votado e aprovado os projetos a favor do povo maranhense. E solicitou ao governador Flavio Dino que não sancione a lei que aumenta os impostos da energia elétrica, combustível, telefonia, internet e outros produtos

“Nós não podemos votar em projetos para benefício próprio. Eu volto a afirmar que não sou deputado, eu estou deputado e o meu objetivo é trazer melhorias para o povo maranhense. Tenho independência política. Nos dois últimos anos estive na base governista, mas toda vez que tive que decidir entre o governo e o povo, sempre fiquei ao lado do povo", afirma Wellington.

Wellington do Curso ainda destacou em seu discurso pedindo que o Governador não sancione o Projeto de Lei nº 223/2016.

“Sou contra o aumento e aproveito mais uma vez para pedir ao Governador Flávio Dino que não sancione, mas antes de imputar qualquer penalidade à população, por que não cortamos na carne? Por que não reduzir o salário do governador? Não reduziu os salários dos secretários. Não pactuar e reduzir os salários do Judiciário e o nosso do Legislativo? Por que não reduzir a quantidade de Secretarias? Reduzir a quantidade de Secretarias de 29 para 20 Secretarias? Reduzir em 20% a quantidade cargos comissionados? Só assim temos a autoridade e o exemplo a dar. Tenho independência e coerência política. Sou da base, mas não posso concordar com esse aumento de impostos. Tenho certeza que essa não é a melhor saída“, disse Wellington do Curso.

O parlamentar já aprovou vários projetos em favor do povo maranhense como o Projeto de Lei que cria o Memorial João do Vale; Que altera o limite de vida útil dos veículos que atuam no transporte alternativo do Maranhão; O programa Parlamento Estudantil no âmbito da Assembleia Legislativa; A promoção “post-mortem” de Oficiais e Praças na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão, bem como aprovou a criação da UEMASUL entre outros.