terça-feira, 29 de novembro de 2016

'É o dia mais triste da minha vida', lamenta Maranhão, ex-Chapecoense


Maranhão atacante Fluminense-RJ

O trágico acidente aéreo envolvendo a delegação da Chapecoense chocou o mundo e alterou a rotina dos clubes brasileiros. O Fluminense cancelou a reapresentação do elenco marcada para ontem, no CT Pedro Antonio. A notícia abalou o elenco e funcionários, entre eles o atacante Maranhão, que fez parte de um dos belos capítulos da história do clube de Chapecó. Abalado, o camisa 39 se manifestou nas redes sociais.
- É o dia mais triste da minha vida. Que Deus console a família de cada guerreiro - publicou Maranhão, em seu Instagram, em foto ao lado do time campeão catarinense de 2016.
Maranhão defendeu a Chape entre janeiro de 2015 e maio de 2016. Comandado por Guto Ferreira, o meia-atacante participou da primeira campanha internacional do clube. Após eliminar o Libertad (PAR), o Verdão do Oeste encarou o tradicional River Plate. Com um gol de Maranhão, a Chape voltou de Buenos Aires derrotada por 3 a 1. Na Arena Condá, o triunfo por 2 a 1 não garantiu a classificação, mas o time saiu de campo aplaudido pelos torcedores.
- Meus irmãos. Meu dia começou muito triste, mas sei que vocês estão com Deus - postou Maranhão em foto que aparece ao lado de Gil e Ananias, dois de seus amigos do tempo de Chape e vítimas da tragédia.