terça-feira, 8 de novembro de 2016

Após agressões a estudantes no Liceu, PM age com moderação em protesto no Cintra


Dezenas de manifestantes ocupam a escola Cintra, no Anil, desde a madrugada de hoje, em mais um protesto contra a PEC 241, que limita os gastos públicos. Mas, diferente da truculência registrada em ato semelhante no Liceu Maranhense, no último dia 1º, a PM está no local apenas para manter a ordem.
A repercussão das imagens dos PMs agredindo um estudante, na tentativa de expulsá-lo do Liceu, foi extremamente negativa. Sobrou para o governo, acusado por muitos de chancelar a violência policial. O caso rendeu amplo debate e críticas pesadas às autoridades militares e civis do Estado por pate de organismos que defendem os direitos humanos.
No fim, o governador Flávio Dino (PCdoB) ordenou que a truculência fosse apurada. Afirmou ainda o comunista, em seu perfil no Twitter, que nem ele nem os secretários de Educação e de Segurança Pública foram informador previamente da operação,
Para evitar novo desastre e até mesmo consequências mais graves, a tropa agora está mais cometida ao intervir em manifestações públicas. A orientação superior é apenas levantar os fatos, acompanhar a movimentação e manter a ordem, até segunda ordem do alto escalão ou posicionamento da Justiça.