terça-feira, 22 de novembro de 2016

Aluno do IFMA representa o Maranhão no Mercosul


Eleito com mais da metade dos votos válidos, Joanderson de Sousa Vieira (17), aluno do segundo ano do curso técnico em Edificações no Campus São Luís / Monte Castelo, será o representante maranhense no Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM), que reúne a juventude brasileira e dos demais países do Mercado Comum do Cone Sul (Argentina, Uruguai e Paraguai) e países associados ao bloco (Bolívia e Colômbia).
O estudante cumprirá mandato de dois anos, ao lado dos 26 colegas escolhidos nas outras unidades federativas para representar o Brasil. As atividades envolvem a participação em discussões, a aprovação e recomendações para a adoção de políticas educativas nos países do continente, que promovam a cidadania, cultura de paz e respeito à democracia, aos direitos humanos e ao meio ambiente.
sitePara representar o Maranhão no PJM, Joanderson Vieira concorreu com outros três candidatos em uma eleição on-line, realizada entre 30 de outubro e 5 de novembro, na qual os estudantes promoveram suas candidaturas através de vídeos e postagens nas redes sociais. O aluno do IFMA obteve 938 votos, ou 52,2% do total de votos válidos (1.797), de eleitores com idade dos 14 aos 18 anos. Escritor, palestrante e pesquisador em áreas relacionadas à Sociologia e Filosofia, o candidato informou em seu perfil ter aptidão para assuntos sociais aplicados à educação.
Joanderson Vieira participou do processo eleitoral com a inscrição do Projeto “Identidade”, de inclusão educativa, que propõe reunir histórias, pensamentos e opiniões por meio das diversas áreas do conhecimento, e ainda estimular o convívio entre estudantes de diferentes concepções ideológicas, classes sociais, etnias e pessoas com deficiência.
PJM 2016
Surgido no âmbito do Setor Educacional do Mercosul, o PJM está em sua quarta edição. No Brasil, o projeto destinado a estudantes do ensino médio é coordenado pelo Ministério da Educação (MEC), como iniciativa voltada para a promoção do protagonismo juvenil, que busca contribuir com a integração regional dos jovens parlamentares. Até 2018, os eleitos discutirão sobre o tema “O Ensino Médio que Queremos”, tendo de elaborar e divulgar a Declaração do Parlamento Juvenil, documento produzido em conjunto com os representantes dos países-membros e associados, para consolidar propostas que atendam às necessidades e anseios comuns. As reflexões dos representantes do PJM se concentram sobre cinco eixos temáticos: inclusão educativa, gênero, jovens e trabalho, participação cidadã dos jovens e direitos humanos.