sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Nova pesquisa suspeita do Data M turbina intenções de votos em Edivaldo e mantém patamar de Wellington

data m manipulaEm mais uma de suas pesquisas suspeitas, o Data apresentou números que indicam uma suposta vitória do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) no primeiro turno da eleição municipal. O resultado diverge do cenário apurado há dois dias pelo Ibope, cujo levantamento, divulgado pela TV Mirante, aponta não só o segundo turno, como empate técnico entre Holandinha e Wellington, levando em conta a margem de erro.
A generosidade do Data M com Edivaldo gera, mais uma vez, desconfiança. Na estimulada, em que são colocados aos entrevistados os nomes dos candidatos, o prefeito subiu três pontos em relação ao Ibope e aparece com 40,7% de preferência, enquanto o adversário progressista caiu quase seis, tendo sido citado por 25,8% dos eleitores sondados. Um resultado tão divergente sugere manipulação, a não ser que tenha sido cometido erro técnico grosseiro.
Vale ressaltar que em um dos seus programas eleitorais, o candidato Fábio Câmara (PMDB) denuncia um contrato mensal de R$ 80 mil entre a Prefeitura de São Luís e o Data M, o que ajudaria a explicar a habitual tendência dos números apurados pelo instituto de projetar a reeleição de Edivaldo.
Primeiro turno?
Mesmo com toda a manipulação, a suposta vitória do prefeito no primeiro turno se daria apenas se fossem levados em conta os votos válidos. Excluídos os votos nulos e em branco, Holandinha chegaria a improváveis 51,6%, contra 31,4% de Wellington, e liquidaria a fatura em turno único. Resta saber o método aplicado pelo Data M para fechar essa conta.
Mergulhado em uma crise de credibilidade e alvo de contestação judicial nesta campanha, o Data M continua servindo aos propósitos palacianos, graças á impunidade.