sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Desmoralizado pelo Ibope em São Luís, Data M agora divulga pesquisa manipulada em Paço do Lumiar


Daniel Matos – O instituto Data M, famoso nesta campanha por divulgar pesquisas eleitorais com números claramente manipulados, sempre ao gosto do contratante, cometeu mais uma fraude, desta vez para favorecer o candidato do PC do B a prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra.
Domingos Dutra não exibe, nem de longe, a musculatura que lhe tenta atribuir o Data M
Domingos Dutra não exibe, nem de longe, a musculatura que lhe tenta atribuir o Data M
Enquanto posiciona, de forma cínica o ilusória, o comunista em primeiro lugar na disputa, o levantamento do Data M rebaixa ao menor patamar o prefeito Josemar Sobreiro (PSDB), com o único intuito de minar as chances de reeleição do gestor.
Divulgada pelo principal porta-voz do comunismo na blogosfera maranhense e reproduzida por sites que lhe fazem eco, a pesquisa traz números distantes da realidade das intenções de voto em Paço do Lumiar. O cenário eleitoral forjado faz parte do plano concebido nas entranhas do poder estadual de conquistar o maior número possível de prefeituras no Maranhão, neste pleito, a fim de garantir apoio político e a manutenção dos atuais governantes no comando do Estado em 2018.
Voz das ruas desmente Data M
Em uma breve e informal consulta ao povo luminense, é possível comprovar quão mentirosos são os números do Data M. Antipatizado ao extremo por moradores do Maiobão, Tambaú, Paranã, Vila São José, Vila Nazaré, Vila Cafeteira, Sítio Grande, dentre várias outras localidades de Paço do Lumiar, Dutra não goza, nem de longe, da popularidade que lhe tenta atribuir o instituto, conhecido por sua proximidade suspeita com os atuais donos do poder no Maranhão.
Ao mesmo tempo em que Dutra tem seu cacife falsamente turbinado, o prefeito tem seu potencial eleitoral criminosamente subestimado pela pesquisa. Apresentado em quarto lugar dentre os seis candidatos que disputam a Prefeitura de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro com veemência o resultado da sondagem, respaldado pelas incontáveis ações realizadas pela administração municipal nos últimos quatro anos e pelas sucessivas manifestações de apoio popular que vem recebendo desde o início da campanha.
Data M foi desmoralizado pelo Ibope em São Luís
Há dois dias, o Ibope desmoralizou o Data M, que na última segunda-feira publicou pesquisa em que o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) aparecia em primeiro lugar, com quase 15 pontos percentuais à frente da suposta segunda colocada e mais de 20 de dianteira em relação ao terceiro na sucessão municipal em São Luís. Contratado pela TV Mirante para medir as intenções de voto na capital maranhense, o maior instituto de pesquisa do país tratou de restabelecer a verdade, divulgando números condizentes com a realidade eleitoral da cidade.
Bem diferente do resultado do Data M, o Ibope apurou o seguinte cenário para as três principais candidaturas: Edivaldo: 29%; Wellington: 20% e Eliziane Gama: 16%. Observadores da cena política e até mesmo aliados do prefeito reconheceram que os números do instituto carioca retrataram fielmente as intenções de votos dos eleitores ludovicenses.
Mesmo sem credibilidade, o Data M tenta repetir em Paço do Lumiar a mesma artimanha montada em São Luís, reafirmando sua condição de cúmplice de um crime cujos mentores estão na cúpula do poder e de lá não querem sair.