terça-feira, 12 de julho de 2016

Técnico do Atlético Paranaense critica "super rodada" da segunda-feira ao vivo no programa de Galvão Bueno

.image
Nem todo mundo está comemorando a “Super Rodada” das segundas-feiras, mesmo com vitória. O técnico do Atlético Paranaense, Paulo Autuori, tinha tudo para festejar a vitória incontestável do seu time por 3 a 0 contra o Cruzeiro, em pleno Mineirão. Mas não foi bem assim.

Ele aproveitou sua entrada ao vivo, antes do jogo, para criticar os jogos acertados com a TV às segundas. E voltou a fazê-lo, ao vivo, em pleno “Bem, Amigos”, de Galvão Bueno.
“Eu prefiro estar aí [no estúdio] às segundas-feiras, e não acompanhando jogo. Com todo respeito, não é nada pessoal. Mas falo mesmo porque vocês me conhecem. Me preocupa a vulgarização do futebol, todos os dias com jogos”, atirou o técnico, logo que teve a palavra.

“Não estamos habituados a discutir conceitos. E a tendência com isso é o crescimento de um todo. O verdadeiro e o absoluto não existe, mas a gente pode fazer de tudo pra buscá-lo”.
Ele e Muricy Ramalho, que era o convidado ilustre do programa, elogiaram a metodologia de trabalho do Atlético Paranaense, mesmo estando fora dos chamados grandes centros.
“Me recuso a pensar que quem tem boas ideias não possa desempenhar um bom trabalho”, pontuou Autuori.
Galvão saiu-se com elegância da saia justa com o técnico, pedindo que o permitisse discordar dele, em relação às reclamações sobre a rodada às segundas-feiras. Só retomou o assunto ao final do tempo da entrevista, defendendo a audiência e até a exposição dos patrocinadores em um tempo maior de televisão.
Autuori disse que a coisa precisa ser mais racional e que o calendário físico dos atletas precisa ser respeitado. “Na CBF alguém estuda isso? Não, não há. Precisamos ser mais respeitados como profissionais. Por essas e outras, o Bom Senso não vai continuar”, cravou.