sábado, 25 de junho de 2016

Wellington recebe sugestões para Plano de Governo em visita ao Arcebispo Dom Belisário




O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de São Luís, Wellington do Curso (PP), iniciou, nesta sexta-feira 24, uma série de visitas às entidades representativas e de classe na capital, em busca de sugestões para seu Plano de Governo.
O primeiro encontro foi realizado com o Arcebispo de São Luís, Dom José Belisário, no Palácio Episcopal, no Centro Histórico da capital. O próximo será com o presidente da Assembleia de Deus em São Luís, pastor José Guimarães Coutinho;e com o presidente da Seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Thiago Diaz, agendados para a próxima semana.
Durante o diálogo e o líder religioso, vários temas foram debatidos, como a Campanha da Fraternidade 2016, combate às drogas, turismo, saneamento básico, ocupação do solo, revitalização do Centro Histórico, reforma política e outros assuntos em pauta na sociedade atual.
Para o Arcebispo Dom Belisário, quaisquer propostas coerentes, integradas e viabilizadas por meio de políticas públicas factíveis e participativas devem lembrar que São Luís precisa de mais cuidados. Ele citou como exemplo o pouco investimento do setor de turismo que, apesar das belezas naturais da cidade e da capacidade do setor gerar emprego e renda, pouco recebe investimentos.
“Nós precisamos cuidar mais da nossa cidade. O turismo aqui tem muitas vantagens, belezas que atrai o povo. O turismo dá emprego, o nosso forte é o turismo, mas tem pouco investimento, poucos cuidados. E precisamos cuidar do nosso Centro Histórico”, declarou.
Corroborando com a palavra do Arcebispo, Wellington destacou que o Centro Histórico de São Luís está abandonado e sem cuidados. Wellington afirmou que, para o local ser melhor e mais frequentado, precisa primeiro receber investimentos.
“Podemos perceber que nem os próprios ludovicenses não estão vindo visitar o Centro Histórico, a insegurança toma conta; acúmulo de lixo em alguns locais devido à falta de limpeza regular, além da não preservação de alguns prédios. O Centro Histórico precisa ter mais investimento no turismo e mais zelo para que volte a ser melhor e mais frequentado”, disse o pré-candidato a prefeito da capital pelo PP.
Último a lançar-se na disputa pela Prefeitura de São Luís, Wellington já aparece em empate técnico com seus dois principais adversários, consolidando-se como terceira via por não ter apadrinhamentos ou apoio político dos grupos Sarney e Dino. Com a iniciativa de construir o plano de governo a partir de discussões abertas e participativas sobre temáticas municipais, o pré-candidato deve agora ganhar ainda mais musculatura e credibilidade junto à classe política e à população ludovicense.